Recursos humanos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1465 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
o futuro da informática no brasil
 
 
Beatriz Ribeiro Azolin
 
 
 
Para podermos visualizar o futuro da Informática no Brasil, devemos, primeiramente, avaliar o presente e analisar os acontecimentos que levaram a tecnologia no país chegar ao estágio em que se encontra.
 
O Brasil, devido a problemas políticos e econômicos, sempre esteve em desvantagem em relação aos principais países domundo (EUA, França, Japão…). Muitos projetos importantes foram desenvolvidos por pesquisadores brasileiros, mas a pouca divulgação e a alta concorrência das empresas internacionais impediram uma grande comercialização desses sistemas.
 
Com o objetivo de incentivar a indústria nacional, o Governo Militar impôs uma medida drástica: a Reserva de Mercado. Essa ação radical inibia a importação demáquinas, o que impulsionava a indústria nacional ao desenvolvimento. A indústria nacional necessitava de um incentivo, mas o exagero imposto pela Reserva de Mercado levou a sua extinção. O Brasil, então, voltou a importar a tecnologia do exterior.
 
A abertura do mercado levou as grandes empresas multinacionais, com produção globalizada, a se estabelecerem no país. Os custos mais baixos oferecidospor essas empresas para os fabricantes de microcomputadores preocupa as pequenas empresas nacionais que montam placas e equipamentos para terceiros. Com poucas chances na competição pelo mercado, seu futuro não é muito promissor.
 
Um Breve Histórico...
 
Será apresentado, nas próximas linhas, um breve histórico sobre a Informática no mundo para, assim, podermos situar o Brasil nodesenvolvimento dessa nova tecnologia.
 
Durante a Segunda Guerra Mundial, mais precisamente em 1943, Alan Turing desenvolveu o Colossus, um computador destinado à elaboração de códigos militares secretos. Esse projeto foi patrocinado pelo governo britânico.
 
No ano de 1944, nos Estados Unidos, sob o patrocínio das agências governamentais de Defesa, Howard Aiken (Universidade de Harvard) construiu oMark I, considerado o primeiro computador americano de uso geral. Era baseado em relés eletromecânicos e utilizava o sistema decimal. Era capaz de multiplicar dois fatores de 10 algarismos em 6 segundos.
 
Dois anos depois, em 1946, a dupla John Mauchly e Presper Eckert da Universidade da Pensilvania projetaram o Eniac (Eletronic Numeric Integrator and Calculator). Considerado o primeirocomputador eletrônico, não utilizava peças mecânicas, foi construído com 18.000 válvulas. Utilizava o sistema binário e era capaz de multiplicar dois fatores de 10 algarismos em 0.003 segundos.
 
Tanto o Mark I quanto o ENIAC foram utilizados para a realização de cálculos balísticos e, também, no projeto da bomba atômica.
 
Em 1951 deu-se início à produção de computadores eletrônicos em escalacomercial. O UNIVAC foi o primeiro computador a ser vendido comercialmente. Foi construído por John Mauchly e Presper Eckert (os criadores do ENIAC) e produzido pela Remington (mais tarde, Sperry Rand, hoje Unisys). A primeira unidade foi vendida ao governo dos Estados Unidos.
 
Ainda em 1951, a Ferranti inglesa colocou no mercado um computador comercial, também denominado Mark I. Em 1958 e 1959 aFrança, a União Soviética, o Japão e a Holanda entram no mercado com seus primeiros computadores. Durante a década de 60, a Itália, a Suécia, a Dinamarca, a Bélgica, a Polônia e a China também entram no mercado com seus próprios modelos.
 
 
O Brasil...
 
O Brasil apresentou seu primeiro computador apenas em outubro de 1980. Quase trinta anos depois do norte-americano Univac e, em média, 20 anosatrasado em relação aos primeiros computadores projetados e fabricados nos outros principais países do mundo. O primeiro sistema de minicomputador com projeto inteiramente nacional foi denominado Cobra 530. Foi desenvolvido por Stephan Kovacs e Firmo Freire com o auxílio de uma equipe de engenheiros formados no Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), na Politécnica da USP ou na Engenharia...
tracking img