Recursos humanos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1832 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FOLHA DE PAGAMENTO

A confecção da folha de pagamento, além de ser um procedimento de caráter trabalhista, decorre da obrigatoriedade prevista no artigo 47 do Regulamento da Organização e Custeio da Seguridade Social. A folha de pagamento, divide-se em três partes distintas a saber:
 Proventos
 Descontos
 Bases

Observação: para efeito de padronização, melhor compreensão dos cálculose seguindo a maior prática de mercado, trabalharemos somente folha de pagamento de 30 dias, com empregados mensalistas.

Proventos - 1a. Parte da Folha de Pagamento

São todos os pagamentos a serem efetuados ao empregado, tais como: Salário base, horas extras, adicional noturno, adicional de insalubridade, adicional de periculosidade, comissões, DSR (descanso semanal remunerado), saláriofamília, diárias para viagem, ajuda de custo, bônus, gratificações, etc.

1. Salário

É a contraprestação devida e paga diretamente ao empregado em decorrência do contrato de trabalho. Nunca poderá ser inferior ao salário mínimo vigente no País (até a vigente data R$ 545,00).
2. Remuneração

É o salário mais adicional como hora extra, adicional de periculosidade, insalubridade eoutros.

Ex: R$ 1.500,00 por mês + R$ 53,29 de hora extra que totaliza R$ 1.553,29 de remuneração mensal.



Legendas:
CH = Carga Horaria
SH = Salario Hora
SD = Salario Dia
SM = Salario Mes

Calculando o salário hora = SM / CH
Exemplo: R$ 1.500,00 / 220 = R$ 6,82 por hora
Calculando o salário dia = SM / 30
Exemplo: R$ 1.500,00 / 30 = R$ 50,00 por dia

CALCULE O VALOR DO SALÁRIO DIAE O VALOR DA HORA NORMAL
Obs. De 01 a 03 = 220hs de 04 a 06 = 200hs e de 07 a 09 = 180hs
EMPREGADO FUNÇÃO SAL. BASE SAL. DIA SAL.HORA
1. António Luiz Analista Suporte R$ 3.850,00
2. Marcelo Mathias Gerente de RH R$ 5.258,00
3. Paulo Toledo Advogado Jr. R$ 2.350,00
4. Maria José Orientadora R$ 3.058,00
5. Rosângela Dias Recepcionista R$ 852,00
6. SérgioRoberto Eletricista R$ 1.045,00
7. António Carlos Assist. Financ. R$ 1.750,00
8. Márcia Góes Secretária R$ 1.653,00
9. Diana Rocha Oper. De Caixa R$ 913,00
3. Adicional de Insalubridade (Adicional Fixo)

A CLT estabelece que o exercício do trabalho em condições insalubres acima dos limites de tolerância fixados pelo Ministério do Trabalho assegura a percepção do adicional deInsalubridade, que é pago percentualmente sobre o SALÁRIO MÍNIMO (R$ 545,00) conforme determina o art. 189 da CLT.
O adicional é respectivamente, de:
Percentual (%) Grau
40% Máximo
20% Médio
10% Mínimo
(Art. 192 da CLT e Inciso XXIII do art. 7.° da Constituição Federal)

Observação: O adicional de insalubridade incide para base de cálculo das horas extras.


Exemplificando
1) Empregadocom salário R$ 1.500,00 que recebe o adicional de insalubridade de risco máximo.
R$ 545,00 X 40% = R$ 218,00 de adicional de insalubridade

Exercícios de fixação
1) Calcule os adicionais de insalubridade conforme o quadro:
Nome Salário Grau de risco Valor da Insalubridade Remuneração
Maria José R$ 1.000,00 mínimo R$ R$
Augusto Faria R$ 1.760,00 máximo R$ R$
Henrique Luiz R$ 1.900,00 médioR$ R$
Carol Pires R$ 2.120,00 médio R$ R$
Julia Paes R$ 2.340,00 mínimo R$ R$
Letícia Souza R$ 2.500,00 máximo R$ R$


4. Adicional de Periculosidade (adicional fixo)

É devido aos empregados que trabalham em atividade ou operações perigosas e corre risco de morte diariamente, ou seja, aquelas que por sua natureza ou método de trabalho envolvem o contato permanente com Energia Elétricade alta tensão, inflamáveis ou explosivos, em condições de risco acentuado. O adicional é de 30% sobre o salário base. Se o empregado trabalhar em atividade insalubre e perigosa, o médico do trabalho determinará qual adicional o empregado receberá, (art. 193 da CLT).


Exemplificando:

1) Salário R$ 1.500,00 X 30% = R$ 450,00 (Adicional de Periculosidade)

Exercício de fixação

Calcule...
tracking img