Recurso humanos tecnologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (272 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Intuitivamente poder-se-ia afirmar que o direito comercial é o direito do comércio, entendido como o conjunto de atos exercidos habitualmente no sentido da intermediação dentro dacadeia produtiva, com intuito lucrativo, vale dizer, o complexo de atos praticados habitualmente para levar produtos da sua fonte ao consumidor. Todavia, modernamente talconcepção não corresponde à realidade, pois o direito comercial abrange muito mais que simplesmente o comércio.

O comércio remonta à Antiguidade, havendo notícia do exercício de talatividade por vários povos, destacando-se os fenícios. Contudo, em tal período ainda não se podia cogitar da existência de um direito comercial, apesar de já existir algumaregulamentação.

Na Antiguidade surgiram as primeiras normas regulamentando a atividade comercial (2.083 a. C), as quais remontam ao Código de Manu na Índia e ao Código de Hammurabi daBabilônia, mas sem configurar um sistema de normas que se pudesse chamar de direito comercial. Os gregos também possuíam algumas normas, sem, contudo corporificar um sistema orgânico. Nodireito romano também havia várias normas disciplinando o comércio (que se encontravam dentro do chamado ius civile, sem autonomia) que, todavia, em virtude da base rural daeconomia romana, também não corporificaram algo que pudesse ser chamado de direito comercial [1].

O direito comercial, enquanto sistema orgânico de normas, só surgiu na idade médiadiante de uma necessidade de regulamentar as relações entre os novos personagens que se apresentaram ao mundo, os comerciantes. A atividade mercantil ganhou impulso em tal período,mostrando-se insuficiente a regulamentação do direito romano.

Leia mais: http://jus.com.br/revista/texto/2899/a-teoria-da-empresa-o-novo-direito-comercial#ixzz28Ro9cPw4
tracking img