Reciclagem para estetica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1106 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Allianz

Voltar

Reciclagem
Não desperdice: reduza, reutilize, recicle

020 Novembro 2009Por Thilo Kunzemann

Mulheres de Bangladesh processam papéis usados de polietileno, incinerando-os às margens do Rio Buriganga, em Daca. (Foto: Reuters)
O lixo ameaça sufocar nosso planeta. Mas, se usado de forma adequada, ele poderá ajudar a economizar muitos megawatts de energia, toneladas de CO2e recursos valiosos.

Existe um novo continente e ele é maior do que os Estados Unidos: trata-se de uma vasta superfície de detritos plásticos flutuando no Oceano Pacífico. A visão de centenas de quilômetros de lixo é revoltante, embora os plásticos não sejam a pior das consequências de uma cultura do excesso e do desperdício.

Mais de um bilhão de pessoas no mundo todo passam fome, enquanto amédia das famílias na Europa e nos Estados Unidos joga fora um terço de toda a comida comprada. Os alimentos que são jogados fora todo ano nos Estados Unidos valem mais de 48 bilhões de dólares.

"Se pudermos levar as pessoas a consumir menos e comprar menos, isso trará benefícios ambientais ao longo de toda a cadeia produtiva", diz Mike Webster, da ONG britânica Waste Watch.

Desperdiçarmenos alimento poderia reduzir o consumo de água, fertilizantes e pesticidas. Menos desperdício significaria também aterros menores. Nos Estados Unidos e na Europa, cerca de metade de todo o lixo municipal é despejado em aterros sanitários; nos países em desenvolvimento, esse volume sobe para 80%.

No mundo todo, a produção anual de resíduos sólidos dos municípios cresceu para estarrecedores 2,02bilhões de toneladas em 2006, segundo o último relatório Global Waste Management Market Assessment (Avaliação do mercado de gestão global de resíduos). Em 2011 os autores do relatório esperam um aumento para 2,8 bilhões de toneladas. E os alimentos constituem uma grande fatia desse total.

Desperdício criminoso
Esses restos seriam mais do que suficientes para alimentar 1,5 bilhão de pessoassubnutridas, calcula Tristram Stuart, autor do livro Waste: Uncovering the Global Food Scandal. "Já que o suprimento de alimentos tornou-se um fenômeno global", escreve Stuart, "colocar comida na lata de lixo equivale a retirá-lo do mercado mundial e da boca de quem tem fome".

Porém, não se trata apenas de um problema humanitário. O clima também sofre com isso.

"Compostados" de forma correta,os resíduos de alimento se transformam em solo fértil. Ao passo que, num aterro, esses restos apodrecem sem oxigênio, emitindo metano, um gás de efeito estufa 21 vezes mais potente que o CO2. Os aterros no mundo todo liberam, segundo estimativas, 20 a 60 milhões de toneladas de metano por ano, de acordo com um relatório feito em coautoria com a agência de proteção ambiental dos Estados Unidos.Reciclagem, o tesouro oculto
Clique para ver essa galeria
Mais
Mais e mais aterros hoje capturam esse gás para gerar eletricidade. Só na Alemanha os aterros produzem metano com um conteúdo energético de cerca de 50 bilhões de quilowatt-hora (kWh) – o suficiente para substituir duas centrais nucleares. Utilizar isso como combustível daria conta do metano, embora as usinas elétricas a gás aindaemitam muito CO2.

A chave é evitar resíduos, afirma Mike Webster. As ferramentas estão aí à disposição há séculos: compostagem de detritos, cozinhar com sobras, planejar refeições. É um retorno a valores que eram prezados pelas gerações mais velhas. "Nós esperamos fazer com que as pessoas reavaliem os seus valores em um sentido mais amplo", diz ele. "As gerações mais jovens parecem estarredescobrindo essa abordagem do 'não desperdício".

O maior recuo no desperdício, no entanto, não vem da conscientização, e sim da pressão econômica. Após décadas de crescimento estável, a recessão reduziu em 10% o desperdício doméstico que estava em ascensão na Grã-Bretanha. Mike Webster receia que possa ser uma reversão apenas temporária.

Lixo eletrônico
Uma das coisas que deixam Webster e...
tracking img