Realismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (263 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Não resta dúvida de que o Realismo em Portugal nasceu com a chamada Questão Coimbrã. Em Lisboa a geração Romântica foi comandada por Feliciano de Castilho, sempre fiel à corrente.Em Coimbra um grupo se mantinha ligado ao Realismo de Antero de Quental.

Os partidários de Antero de Quental, aguardavam a oportunidade de atacar os partidários de Castilho. Cadagrupo defendia o seu estilo.

Antonio Feliciano de Castilho: Foi contra o realismo, assim como a igreja e asociedade, pois essa escola fazia a massa pensar.

Abtero Quental:respondeu a crítica de maneira violenta

Realismo: foi uma revolução literária


Eça de Queirós (1845 – 1900) é o mais importante prosador realista e um dos grandes nomes daliteratura portuguesa, no seu romance O CRIME DE PADRE AMARO, critica violentamente a vida social portuguesa, denúncia da corrupção do clero e da hipocrisia dos valores burgueses. Taiscaracterísticas acentuam-se no romance O PRIMO BASÍLIO, impiedosa crítica da decadência da sociedade burguesa

Antero de Quental (1842 – 1891) foi um verdadeiro líder intelectual,dedicando-se inteiramente à reflexão dos grandes problemas filosóficos e sociais do seu tempo. É considerado um dos grandes sonetistas da literatura portuguesa.



REALISMO NO BRASILObjetivismo
Descrições e adjetivação objetivas, tentando captar o real como ele é.
Linguagem culta e direta.
Mulher não idealizada, mostrada com defeitos e qualidade.
Amor eoutros sentimentos subordinados aos interesses sociais.
Casamento como instituição falida, contrato de interesses e conveniências.
Heróis problemáticos, cheios de fraquezas, manias eincertezas.
Narrativa lenta, acompanhando o tempo psicológico.
Personagens trabalhados psicologicamente.
Universalismo, temas amplos que atinge a massa.
Oposição ao romantismo.
tracking img