Realismo vs naturalismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2816 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
REALISMO (1881)

NATURALISMO (1881)

Romance documental, apóia-se Romance experimental, apóia-se na observação e na análise na experimentação científica. Valorização da racionalidade:  Inteligência Acumula documentos, “fotografa” a realidade, para dar a impressão de vida real. Arte desinteressada, impassibilidade. Seleciona os temas, tem aspirações estéticas, busca o belo. Reproduz arealidade exterior, bem como a interior, através da análise psicológica. Volta-se para a psicologia, para o indivíduo (homem). Retrata e critica as classes dominantes, a alta burguesia urbana. Valorização do instinto:  Atitudes animalescas, brutas Imagina experiências que remetem a conclusões a que não se chegaria apenas pela observação. Arte engajada, de denúncia; preocupações políticas e sociais.Detém-se nos aspectos mais torpes e degradantes. Centra-se nos aspectos exteriores: atos, gestos, ambientes. Prefere a biologia, a patologia (evolucionismo – zoomorfismo), e (determinismo – ambiente coletivo) Retrata as camadas inferiores, o proletariado, os marginalizados.

É direto na interpretação; expõe É indireto na interpretação; conclusões (tese), cabendo ao leitor o leitor tira as suasconclusões. aceitá-las ou discuti-las. O estilo é relegado a segundo Grande preocupação com o plano; estilo. no primeiro, está a denúncia.

As espigadoras, J. F. Millet (1814-1875). Os realistas concentraram-se na crítica às instituições da burguesia; os naturalistas escolheram o proletariado, o campesinato e as camadas marginalizadas

MACHADO DE ASSIS   Fundador e primeiro presidente da AcademiaBrasileira de Letras; Maior ficcionista do Realismo e da Literatura Brasileira.

 Características Gerais da Obra Machadiana 1. Personagens:     São geralmente burgueses – classe dominante; Procura desmascarar o “jogo” das relações sociais; Enfatiza o contraste entre aparência x essência; Mostra-nos de maneira impiedosa e crítica a vaidade, a futilidade, a hipocrisia, a inveja, o prazercarnal.

2. Processo Narrativo:     Há pouca ação, poucos fatos; Os personagens são esféricos  apresentam complexidade psicológica; Apresenta digressões  ordem cronológica interrompida; Conversa, dialoga com o leitor, faz reflexão, aguça o leitor.

3. Pessimismo:    Hipocrisia social; Imperfeição da humanidade; Mostra que as causas nobres sempre ocultam interesses impuros.

4.Linguagem:      Frases curtas, incisivas; Humor e reflexão através de frases irônicas, sugestivas; Apresenta metalinguagem  explica a própria linguagem; Faz intertextualidade com obras consagradas; Perfeição gramatical.

5. Perfil Feminino:  Mulheres racionais  fortes, dominadores, sensuais, “dissimuladas”, ambíguas, astuciosas e principalmente adúlteras (comprovar a vulnerabilidade do amor). família

profissão

IDENTIDADE MATRIZ essência

casamento

meio social

amizade

 No realismo  matriz é vulnerável  sofre influência externa  O homem passa ser sujeito e objeto

TRILOGIA MACHADIANA

1881 Memória Póstumas de Brás Cubas

1899 Dom Casmurro

1891 Quincas Borba

Homem x relação com “eu”

Homem x relação amoroso

Homem x relação do “eu” com o grupo Asociedade  ter / ser

MEMÓRIAS PÓSTUMAS DE BRÁS CUBAS Narrador:  1ª pessoa  defunto autor Isenção, imparcialidade, julga sem ser julgado  Mente, exagera, entra em constantes contradições  Dialoga com o leitor  relembra fatos, explica, orienta, provoca reflexão  Narcisista  compara-se a Moisés  “Pentateuco”  Irônico  reflexão  humor negro “O menino é o pai do homem” Fútil, frustradoMenino-diabo Mentiroso, cínico, egocêntrico, petulante  Brás Cubas Bonito, Rico, Status, Ocioso Homem fracassado

 Ao vencedor, as batatas Ao forte Temática:  Hipocrisia social  burguesia  essência x aparência (amoral)  política  jogo sujo  interesses particulares A glória, o sucesso, a vitória

 amor  visão material, financeira, racional  Filosofia  Humanista  crítica às correntes...
tracking img