Reagentes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3821 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Principais Riscos Químicos no Leite: Um problema...

Arq. Ciênc. Saúde Unipar, Umuarama, v.9(2), mai./ago., 2005

PRINCIPAIS RISCOS QUÍMICOS NO LEITE: UM PROBLEMA DE SAÚDE PÚBLICA.
Marcelo Adriano Beltrane* Miguel Machinski Junior** BELTRANE, M.A.; MACHINSKI JUNIOR, M. Principais Riscos Químicos no Leite: um problema de Saúde Pública. Arq. Ciênc. Saúde Unipar, Umuarama, 9(2), mai./ago.p.141-145, 2005. RESUMO: A contaminação de leite por agentes químicos é considerada um problema de Saúde Pública. Os principais perigos químicos encontrados no leite são a aflatoxina M1, resíduos de medicamentos veterinários, metais, resíduos de praguicidas e as bifenilas policloradas. Estas substâncias induzem efeitos agudos, crônicos, mutagênicos, teratogênicos e carcinogênicos. Com o propósito dealertar para os riscos à saúde decorrentes da exposição aos toxicantes, este artigo trata da ocorrência destes contaminantes em leite, bem como as suas propriedades toxicológicas. PALAVRAS-CHAVE: resíduos, contaminantes, leite, intoxicações, saúde. CHEMICAL RISKS IN MILK: A PROBLEM OF PUBLIC HEALTH. BELTRANE, M.A.; MACHINSKI JUNIOR, M. Chemical Risks in Milk: a problem of Public Health. Arq. Ciênc.Saúde Unipar, Umuarama, 9(2), mai./ago. p.141-145, 2005. ABSTRACT: The milk contamination by chemicals agents is a problem of Public Health. The main hazards in milk are the aflatoxin M1, residues of veterinary drugs, metals, residues of pesticides and the polychloride biphenyls. These substances induce acute, chronic, mutagenic, teratogenic and carcinogenic effects. With the intention of callingthe attention to the health risks stemming from the exposition to the toxicants, this article deals with the occurrence of these contaminants in milk and their toxicological properties. KEY WORDS: residues, contaminants, milk, intoxication, health. Introdução A qualidade dos alimentos de origem animal vem sendo amplamente debatida nos últimos anos, particularmente, devido a três ‘escândalos’ desegurança alimentar: a ‘doença da vaca louca’ na Inglaterra, a toxiinfecção alimentar por E. coli 0157 em carne da Escócia e a contaminação por dioxinas em frangos na Bélgica (McEVOY, 2002). Para que os alimentos apresentem segurança é preciso repensar na integridade da cadeia alimentar e como esta poderia ser controlada. O leite é considerado uma das mais completas fontes de nutrientes, contendoproteínas, vitaminas e sais minerais e apresenta uma atividade que tem impacto sócioeconômico significativo em nosso país. Pois, a produção e o consumo de leite e derivados têm crescido no Brasil e em muitos países em desenvolvimento. No ano de 2003, o Brasil produziu 22,253 bilhões de litros de leite. Mesmo não sendo auto-suficiente, o Brasil é o sexto maior produtor de leite do mundo (IBGE, 2005).Internacionalmente, têm se observado várias exigências na maneira de produzir e como gerenciar a saúde dos rebanhos, especialmente com relação à produção do leite. Dentre elas destacam-se: equipamentos automatizados para produzir análises com rapidez, exatidão e precisão; conhecimento da patogenia das infecções, gerando métodos de controle e prevenção de doenças importantes como a mastite; adoção decritérios gerenciais para promoção da saúde dos rebanhos, em contraposição aos conceitos tradicionais de tratamento individual dos animais; desenvolvimento de métodos epidemiológicos analíticos; e inclusão de parâmetros econômicos no gerenciamento da saúde dos rebanhos. A presença de contaminantes químicos em alimentos pode causar reações de hipersensibilidade e de toxicidade. As reações tóxicaspodem ser agudas, crônicas e/ou retardadas, como a ação carcinogênica (MÍDIO & MARTINS, 2000). O leite contaminado por substâncias químicas é considerado adulterado e impróprio para o consumo, pois representa um risco à saúde, e sua identificação constitui um dos princípios fundamentais para a aplicação da Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (APPCC) na cadeia produtiva (FORSYTHE,...
tracking img