Raul

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 70 (17355 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CALABAR, O ELOGIO DA TRAIÇÃO

Autor: Chico Buarque e Ruy Guerra

2

Gênero: Musical Ano: 1973

PERSONAGENS FREI MANOEL DO SALVADOR MATHIAS DE ALBUQUERQUE ESCRIVÃO BÁRBARA HOLANDÊS ANNA DE AMSTERDAM SEBASTIÃO DO SOUTO HENRIQUE DIAS ANTÔNIO FILIPE CAMARÃO MAURÍCIO DE NASSAU MORADORES

3

CONSULTOR ENGENHEIRO / PINTOR / ASTRONOMO CALABAR, O ELOGIO DA TRAIÇÃO ATO I Sininho de sacristia. Abre opano. A luz cresce revelando, em cena, uma orgia envolvendo todas as personagens, apesar de ninguém se tocar. FREI: MORADORES: FREI: MORADORES: FREI: MORADORES: Agnus Dei qui tollit peccata mundi… Miserere nobis. Agnus Dei qui tollit peccata mundi… Miserere nobis. Agnus Dei qui tollit peccata mundi… Miserere nobis. (Mathias de Albuquerque, navalha na mão e bandeira rubroverde servindo-lhe de babador,se barbeia Um escrivão toma nota de suas palavras.) FREI:Era o Brasil antes da chegada dos holandeses a mais deliciosa, próspera, abundante, e não sei se me adiantarei muito se disser a mais rica de quantas ultramarinas o Reino de Portugal tem debaixo de sua coroa e cetro. Ouro e a prata era sem número e quase não se estimava; o açúcar, tanto que não havia embarcações para o carregar. MATHIAS:(Apontando a navalha para o escrivão) Enderece à Vila de Porto Calvo… Calabar…

FREI:… O fausto e aparato das casas era excessivo, porque por mui pobre e miserável era tido o que não tinha seu serviço de prata… MATHIAS: ESCRIVÃO: Não! (Pausa) Capitão Domingos Fernandes Calabar (estala a língua). Ponha major. (Anotando) Major Calabar.

FREI:… As mulheres andavam tão louçãs e tão custosas que não secontentavam com os tafetás, chamalotes, veludos e outras sedas, senão que arrojavam as finas telas e ricos bordados…

4

MATHIAS:

Arraial do Bom Jesus. Ano da Graça de 1635…

FREI:… e eram tantas as jóias com que adornavam que pareciam chovidas em suas cabeças. MATHIAS: Major Domingos Fernandes Calabar. Eu, Mathias de Albuquerque, governador e comandante supremo das quatro capitanias nordestinasde Pernambuco, Itamaracá, Paraíba e Rio Grande, muitos avisos vos tenho feito que não vos fieis nesses malditos luteranos e calvinistas. E repito: é a última vez que vos escrevo! Prefiro não considerar a resposta negativa que me destes noutras ocasiões, certo de que aceitareis a mão que ora vos estendo. Até porque não se me apagam da memória as provas da bravura e da lealdade que vós me dedicastesno passado. E quando voltardes aos serviços d’El Rei, honas e bens vos serão devolvidos, pecados e dívidas vos serão perdoados. (Encara o torturado como se se dirigisse a Calabar.) Tendes a minha palavra. … Tudo eram delícias… Por que é que ele foi para lá? … e não parecia esta terra senão um retrato do terral paraíso. Por que é que ele foi para lá? Pérolas… rubis… esmeraldas… diamantes… Por que éque ele foi para lá? Era um mulato bonito, pelo ruivo, sarará. Guerreiro como ele não sei mais se haverá. Onde punha o olho punha a bala. Onde o mangue atola, o pé firmava. Bom de briga, de mosquete e de pistola, Lia nas estrelas e no vento. Tendo a mata no peito e o peito atento, Sabia dos caminhos escondidos, Só sabidos dos bichos desta terra De nome esquisito de falar. Eu lhe dei minhaconfiança Em matéria de navios e de guerra. E ainda me pergunto, Sem resposta pra me dar, Por que é que ele foi para lá? Era um mameluco, louco, pelo brabo, pixaim. Pra que falar dos seus dois metros de alto, De seus olhos claros de assustar,

FREI: MATHIAS: FREI: MATHIAS: FREI: MATHIAS:

5

Capitão aqui, major passou num salto. Levou o seu saber par a os flamengos. Eu nem sei se cobrou o que era decobrar. Por que é que ele foi para lá? (Corte brusco na música religiosa. Primeiros acordes dolentes para uma nova canção. Luz isolando a silhueta de uma mulher, cujos gestos simulam o ato de amor.) FREI:Neste tempo se meteu com os holandeses um mancebo mestiço mui esforçado e atrevido chamado Calabar. Conhecedor de caminhos singulares nesses matos, mangues e várzeas, levou o inimigo por esta terra...
tracking img