Raios-x odontologico

BLINDAGEM DE SALA

Clínicas odontológicas com aparelho periapical costumam ter como blindagem 1,0 cm de argamassa baritada aplicada em toda parede até a altura de 220 cm do piso acabado.

Clínicas com aparelho panorâmico devem aplicar 2,0 cm na direção do feixe e 1,5 cm de espessura de argamassa baritada na direção do feixe espalhado. (Normalmente local do comando do equipamento)Recomenda-se o uso de cabines fechadas para maior proteção do operador neste tipo de equipamento. A porta deve receber uma proteção de 1,5 mm de chumbo, em especial no caso de ser utilizada também como biombo protetor. Este é o caso em que coloca-se um visor na porta e o comando fica do lado de fora, junto com o acesso da sala. Relembrar que o tratamento da legislação (RDC 50/02) exige as mesmasconsiderações de distância do aparelho às paredes que as aplicadas nos raios-x médicos em geral.

PADRÕES DE SEGURANÇA NA SALA DE RAIO-X

Paredes, piso, teto e portas com blindagem que proporcione proteção radiológica às áreas adjacentes, de acordo com os requisitos de otimização, observando-se os níveis de restrição de dose estabelecidos neste Regulamento.

Cabine de comando com dimensões eblindagem que proporcione atenuação suficiente para garantir a proteção do operador.

Sinalização visível na face exterior das portas de acesso, contendo o símbolo internacional da radiação ionizante acompanhado das inscrições: "raios-x, entrada restrita" ou "raios-x, entrada proibida a pessoas não autorizadas".

Sinalização luminosa vermelha acima da face externa da porta de acesso, acompanhada doseguinte aviso de advertência: "Quando a luz vermelha estiver acesa, a entrada é proibida". A sinalização luminosa deve ser acionada durante os procedimentos radiológicos indicando que o gerador está ligado e que pode haver exposição. Alternativamente, pode ser adotado um sistema de acionamento automático da sinalização luminosa, diretamente conectado ao mecanismo de disparo dos raios-x.Quadro com as seguintes orientações de proteção radiológica, em lugar visível:

Não é permitida a permanência de acompanhantes na sala durante o exame radiológico, salvo quando estritamente necessário e autorizado;

Acompanhante, quando houver necessidade de contenção de paciente, exija e use corretamente vestimenta plumbífera para sua proteção;

Quadro no interior da sala, em lugar e tamanhovisível ao paciente, com o seguinte aviso: "Nesta sala somente pode permanecer um paciente de cada vez".

Vestimentas de proteção individual para pacientes, equipe e acompanhantes, e todos acessórios necessários aos procedimentos previstos para a sala, conforme estabelecido neste Regulamento.

Deve haver suportes apropriados para sustentar os aventais plumbíferos de modo a preservar a suaintegridade.

DISPOSIÇÃO NA SALA

Disposição da sala de Raio-x

A área mínima do consultório que contenha um aparelho de Raio-x é de 6m², a área mínima das salas que contenham o equipamento de Raio-x é de 4m².

Pois um equipamento de radiografia intra-oral deve ser instalado em ambientes (consultório ou sala) com as dimensões suficientes para permitir à equipe manter-se a distância de pelomenos 2m do cabeçote e do paciente.

Equipamentos de radiografia extra-oral devem ser instalados em salas específicas, atendendo ao mesmo requisito do radiodiagnóstico médico.

Procedimentos no trabalho: Se a carga de trabalho for superior a 30mamin por semana o operador deve manter-se atrás de uma barreira protetora com uma espessura de pelo menos 0,5mm equivalentes ao chumbo.

NívelRadiométrico nas vizinhanças da sala de Raio-x

Levantamento Radiométrico é um teste realizado na sala, não no aparelho. O objetivo é, a partir da medida dos níveis de radiação junto ao comando do aparelho e nas áreas circunvizinhas à sala de aplicação de raios X, avaliar se estes níveis são compatíveis com os limites de Tolerância para as radiações ionizantes.

Com a utilização de aparelhos...
tracking img