Radioatividade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2398 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
TRABALHO DE QUÍMICA







RADIOATIVIDADE



































RADIOATIVIDADE









INTRODUÇÃO









O termo radiação vem do latim RADIARE, que indica um fenômeno básico em que
a energia se propaga através do espaço, ainda que interceptada pela matéria.
A radioatividade, descoberta pelos cientistasno século XIX, é um fenômeno natural ou artificial que pelo qual algumas substâncias ou elementos químicos chamados radioativos, são capazes de emitir radiações, as quais têm a propriedade de impressionar placas fotográficas, ionizar gases, produzir fluorescência, atravessar corpos opacos à luz ordinária, etc. As radiações emitidas pelas substâncias radioativas são principalmente partículas alfa,partículas beta e raios gama. Até aquela época predominava a idéia de que os átomos eram as menores partículas de qualquer matéria e eram semelhantes a esfera sólidas.
Mediante o surgimento da radioatividade, começou uma nova fase da compreensão da matéria. O átomo, até então considerável indivisível, mostrou-se ser formado por partículas ainda menores.RADIOATIVIDADE



O esquecimento de uma rocha de urânio sobre um filme fotográfico virgem levou à descoberta de um fenômeno interessante: o filme foi marcado por “alguma coisa” que saía da rocha, na época denominada raios ou radiações.
Outros elementos pesados, com massas próximas à do urânio, como o rádio e o polônio, também tinham a mesma propriedade. O fenômeno foi denominado radioatividadee os elementos que apresentavam essa propriedade foram chamados de elementos radioativos. Comprovou-se que um núcleo muito energético, por ter excesso de partículas ou de carga, tende a estabilizar-se, emitindo algumas partículas.


[pic]


Cada elemento radioativo, seja natural ou obtido artificialmente, se transmuta (se desintegra ou decai) a uma velocidade que lhe é característica.Para se acompanhar a duração (ou a vida) de um elemento radioativo foi preciso estabelecer um parâmetro, dado pelo tempo que leva para um elemento radioativo ter sua atividade reduzida à metade da atividade inicial. Esse tempo foi denominado meia-vida do elemento. Meia-vida, portanto, é o tempo necessário para a atividade de um elemento radioativo ser reduzida à metade da atividade inicial.• NATUREZA DAS RADIAÇÕES

Quando submetemos as emissões radioativas naturais (por exemplo, do polônio ou do rádio) a um campo elétrico ou magnético, notamos sua subdivisão em três tipos bem distintos. Esse fato pode ser constatado por meio da aparelhagem esquematizada abaixo:




[pic]



O material radioativo é colocado em um furo feito num bloco de chumbo; o chumbo detêm asemissões radioativas, que, por sua natureza, saem em todas as direções. Desse modo, não só fica protegida a pessoa que manipula o aparelho como também se obtêm um feixe de radiações na direção do furo.
Quando o feixe radioativo passe entre as duas placas fortemente eletrizadas, ele se subdivide em três partes, como pode ser constatado por meio de uma tela fluorescente ou uma chapa fotográficacolocada em sua trajetória:

▪ A emissão que sofre um pequeno desvio para o lado da placa negativa foi denominada emissão α (alfa);

▪ A que sofre o desvio maior para o lado da placa positiva foi denominada emissão β (beta)

▪ A que não sofre desvio foi denominada emissão γ (gama)

Note que toda a experiência é realizada no vácuo, pois o ar poderia absorver parte das emissões.• TIPOS DE EMISSORES RADIOATIVOS






O físico Ernest Rutherford verificou que as emissões α são partículas formadas por dois prótons e dois neutros, que são “atirados”, em alta velocidade, para fora de um núcleo relativamente grande e instável.
Sendo formadas por dois prótons e dois neutros, as partículas α têm carga elétrica igual a +2 e número de massa...
tracking img