Qvt- qualidade de vida no trabalho

1-TEORIA
A virada do milênio provocou nas organizações um esforço intenso para sobreviver, e quanto a isso a discordância não existe, e se existe é bem pouca, assim como se tornou desgastante oesforço e o sacrifício a que o trabalhador moderno tem sido submetido. Se as Teorias da Administração têm sido prodigas na criação de ferramentas de gestão administrativa, surgiram novas propostas, e asantigas foram aperfeiçoadas ou, ainda cunhadas com um novo rótulo. As Teorias que visavam proporcionar melhores condições de trabalho e, que esse trabalho trouxesse satisfação quando executado e aomesmo tempo proporcionasse ganhos na produção, deixaram muito a desejar.
Neste seminário, vamos analisar a Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) como uma ferramenta de gestão. Vamos buscar as origens eevolução da QVT, procurando enfatizar a contribuição de alguns pesquisadores, ao longo do século passado, para poder mostrar o assunto com uma certa clareza. Vamos além de tudo tentar conceituar a QVTe abranger as suas dimensões, isto é, as áreas com as quais faz interface. Vamos ainda, destacar as dificuldades e obstáculos para que a QVT seja efetivamente implantada nos programasorganizacionais. E, finalmente discorrer sobre as perspectivas e desafios para a consolidação da QVT, e a necessidade da transformação do ambiente de trabalho em um local agradável, onde possamos sentir satisfação ealegria na execução das nossas atividades profissionais.

2- ORIGEM E EVOLUÇÃO
Segundo RODRIGUES (1999), “com outros títulos e em contextos, mas sempre voltada para facilitar ou trazer satisfaçãoem bem-estar ao trabalhador na execução de suas tarefas”. A qualidade de vida sempre foi objeto de preocupação da raça humana.
Vamos nos remeter na história para exemplificar; os ensinamentos deEuclides (300 a.C.) de Alexandria sobre os princípios usados na geometria, serviram de inspiração para que se melhorasse os métodos de trabalho dos agricultores à margem do Rio Nilo, assim como a “Lei...