Quimica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3565 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ – UESC Departamento de Ciências Exatas e Tecnológicas – DCET Curso de Física - Licenciatura

Biomateriais

ILHÉUS 2012


Biomateriais

Trabalho apresentado para a disciplina Química Geral, junto ao Curso deFísica- Licenciatura da Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC
Professora Cleyde Roncaratti

ILHÉUS 2012

Introdução:

Há mais de um século muitos pesquisadores vêm dedicando esforços para encontrar materiais com características adequadas para restauração e substituição dostecidos ósseos no corpo humano. Em uma fase inicial, a procura de tais compostos se deu através da utilização de materiais de origem biológica, como no caso dos enxertos e dos transplantes, os quais são classificados como autógenos (onde o doador é o próprio receptor), alógenos (onde o doador e o receptor são da mesma espécie) e xenógenos (onde o doador é de origem animal). Devido às desvantagensdesses materiais e também do grande desenvolvimento científico e tecnológico, muitos trabalhos foram realizados com o objetivo de dispor de materiais de origem sintética com características adequadas que permitam diminuir e em alguns casos eliminar o uso de materiais de origem biológica (GUASTALDI, 2003). A utilização de materiais sintéticos, para a substituição ou aumento dos tecidos biológicos,sempre foi uma grande preocupação nas áreas médica e odontológica. Para este fim, são confeccionados diversos dispositivos a partir de metais, cerâmicas, polímeros e mais recentemente compósitos. Na realidade, nem sempre são novos materiais no sentido estrito da palavra, são materiais dos quais se utilizam novas propriedades obtidas mediante diferentes composições químicas ou processos de fabricação.O desempenho do biomaterial sempre foi de grande interesse e preocupação nas disciplinas biológicas. Além da biocompatibilidade, os biomateriais devem possuir biofuncionalidade, ou seja, a capacidade de desempenhar apropriadamente a função desejada, dada as suas propriedades mecânicas, físicas, e químicas.

Biomateriais

Os biomateriaissão um campo de aplicação de materiais poliméricos e compósitos e podem ser definidos como todos os materiais destinados a possuir uma interface com os sistemas biológicos para avaliar, tratar, aumentar ou substituir qualquer tecido, órgão ou função do corpo. Muitas vezes associa-se o conceito de biomateriais a materiais de origem natural, mais conhecidos por biopolímeros, mas estadefinição não é inteiramente correta, já que existem biomateriais de origem sintética que podem contatar diretamente com o organismo, desempenhando diversas funções benéficas na área da saúde. Assim, os biomateriais são materiais inseridos no corpo humano para tratar, melhorar ou substituir qualquer tecido, órgão ou função do corpo, podendo ser de origem natural ou sintética. Uma definiçãocomplementar essencial para a ciência dos biomateriais é a “biocompatibilidade”, que pode ser definida como a capacidade do material ter uma resposta apropriada numa aplicação específica, com o mínimo de reações alérgicas, inflamatórias ou tóxicas, quando em contacto com os tecidos vivos ou fluidos orgânicos. A biocompatibilidade compreende as interações dos tecidos humanos e fluidos, incluindo sangue,com um implante ou material. As interações podem ser do meio fisiológico sobre o material ou ação do material no corpo, sendo difícil separar estas duas interações. Um biomaterial deve ser biocompatível numa aplicação específica, assim, as especificações da biocompatibilidade devem incluir as condições de utilização e avaliação.

A história dos biomateriais pode ser dividida em três fases...
tracking img