Quimica organica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1203 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
COLÉGIO SISTEMA MODERNO DE EDUCAÇÃO




JEANDRA SANTOS MACÊDO




QUÍMICA ORGÂNICA






TRABALHO DE PESQUISA APRESENTADO PARA OBTENÇÃO DE NOTA DA I UNIDADE REFERENTE A MATÉRIA DE QUÍMICA. PROFESSOR PAULO
2º ANO B – MATUTINO.





ITABUNA-BA
OUTUBRO DE 2012








QUÍMICA ORGÂNICA














ITABUNA-BA
OUTUBRO DE 2012
INTRODUÇÃODurante muitos anos a Teoria da Força Vital, formulada pelo químico sueco JONS JACOB BERZELIUS, que afirmava: “A força vital é inerente da célula viva, e o homem não pode criá-la em laboratório”, foi predominante. Porém, no início do século XIX, a descoberta do químico alemão FRIEDRICH A. WOHLER, através da sintetização da uréia, um produto orgânico, a partir de substâncias inorgânicas (o cianato deamônio), deixou totalmente evidente a artificialidade dessa barreira, de modo que a ciência moderna comprova isso até os dias de hoje.
Através da investigação aprofundada dos compostos orgânicos e inorgânicos, foi possível observar as características de cada um, seus tipos de ligação, capacidade de formação de cadeia, número de valência, isomeria, ligantes, entre tantas outras características quediferenciam esses compostos, e que são de suma importância na química em geral.





























QUÍMICA ORGÂNICA
História
Antigamente, no século XVIII, todos os compostos químicos eram divididos entre orgânicos e inorgânicos. A diferença entre eles, é que os orgânicos eram somente substâncias que fossem produzidas por um organismo vivo (animais, vegetais,bactérias, etc), utilizando uma “força vital”, proposta por Berzelius.
Nesse mesmo século, Lavoisier percebeu que todos os compostos orgânicos descobertos até então, continham um átomo de Carbono (mas nem todo composto com carbono é orgânico!).Porém em 1828, Friedrich Wöhler conseguiu criar uréia em laboratório, somente aquecendo o cianeto de amônio (CH4CNO):

CH4CNO -> (NH2)2CO

A partirdessa descoberta de Wöhler, muitos outros materiais orgânicos foram sendo criados em laboratório, derrubando definitivamente com a Teoria da Força Vital.

Compostos orgânicos, inorgânicos e de transição. Os orgânicos têm em sua composição o carbono e o hidrogênio. Compostos que tenham carbono, mas sem hidrogênio, são considerados compostos de transição. Os inorgânicos não contém carbonos.Exemplos de compostos em transição: CO2, CaC2, etc;
Exemplos de compostos inorgânicos: H2O, HCl, etc;
Exemplos de compostos orgânicos: CH4, C2H4O2;

Características do elemento Carbono: para entender toda a química orgânica, é inevitável conhecer o seu elemento básico, o carbono:


 Massa: 12
 Nº de prótons: 6
 Nº de nêutrons: 6
 Nº de elétrons: 6
 Ametal
 Tetravalente (realiza atéquatro ligações de elétrons)
 Geometria tetraédrica (forma de pirâmide), com ângulos de 109º e 29′ entre as quatro ligações
 Anfótero, pode realizar ligações com átomos eletropositivos e eletronegativos (receber ou “doar” elétrons)
 NOX entre -4 e 4
 Capacidade de formar cadeias (vários carbonos em sequência)

Nomenclatura de Compostos com Cadeia Normal


Regras: A nomenclatura deCompostos Orgânicos de cadeia normal e não aromáticos segue o seguinte esquema:

Tabela com os respectivos prefixos em relação a quantidade de carbonos presente na cadeia principal.


Quantidade de Carbonos Prefixos
1 Met
2 Et
3 Prop
4 But
5 Pent
6 Hex
7 Hept
8 Oct
9 Non
10 Dec



Nomenclatura de Compostos com Cadeia Ramificada

1º Escolha da Cadeia Principal
A cadeia principal éaquela que apresenta as seguintes características:

Possui o grupo funcional;
Consta daquela com o maior número possível de insaturações;
Possui a seqüência mais longa de átomos de carbono ligados entre si.

Obs: caso a cadeia principal ofereça mais de uma possibilidade de escolha, deve-se optar por aquela que fornecer o maior número de ramificações.
Quando a cadeia é mista...
tracking img