Quimica analitica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 39 (9643 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CAPÍTULO 2



FUNDAMENTOS DE QUÍMICA GERAL: ÁTOMOS E MOLÉCULAS, CÁTIONS E ÂNIONS, FORMULAÇÃO QUÍMICA, REAÇÕES QUÍMICAS, ESTUDO DAS SOLUÇÕES







2.1. INTRODUÇÃO 6

2.2. ÁTOMOS E MOLÉCULAS 7

2.3. FUNÇÕES QUÍMICAS 9

2.4. OXIDAÇÃO E REDUÇÃO 11

2.5. FORMAS DE EXPRESSÃO DA QUANTIDADE DE SOLUTO 14

2.6. EXERCÍCIOS RESOLVIDOS – COMPOSIÇÃO QUÍMICA 15

2.7. ESTUDO DASSOLUÇÕES AQUOSAS 18
2.7.1. Soluções verdadeiras de sólidos em líquidos 19
2.7.2. Formas de expressão da concentração das soluções 20
2.7.3. Relações entre as diversas formas de expressão da concentração de uma solução 21
2.7.4. Exercícios resolvidos – concentração das soluções 22
2.7.5. Diluição e mistura de soluções de mesmo soluto 25
2.7.5.1. Diluição de soluções 252.7.5.2. Mistura de soluções 26
2.7.6. Exercícios resolvidos – diluição e mistura de soluções 27
2.7.7. Titulação de soluções e princípio de equivalência 36
2.7.8. Exercícios resolvidos – titulação das soluções 37

2.8. QUESTÕES PROPOSTAS 43
2.8.1. Composição química 43
2.8.2. Concentração das soluções 46
2.8.3. Diluição e mistura de soluções 47
2.8.4.Titulação das soluções 48

2.9. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 49
CAPÍTULO 2






FUNDAMENTOS DE QUÍMICA GERAL: ÁTOMOS E MOLÉCULAS, CÁTIONS E ÂNIONS, FORMULAÇÃO QUÍMICA, REAÇÕES QUÍMICAS, ESTUDO DAS SOLUÇÕES






2.1. INTRODUÇÃO




Este capítulo, juntamente com os três seguintes, faz parte de um conjunto destinado à revisão de conceitos de química básica, que tenhamaplicação direta nos estudos ou programas de controle da poluição das águas. São apresentados conceitos fundamentais associados à formulação química, como as definições de átomo, íon, molécula, etc. e os cálculos de peso molecular (ou massa molar), número de mols, equivalente grama, etc.
Em seguida, são apresentadas as formas de expressão da concentração das soluções mais usualmenteempregadas em saneamento e as relações entre elas. Estas noções são fundamentais para o preparo de reagentes utilizados nas análises laboratoriais ou nos processos unitários que compõem as estações de tratamento de água, esgotos ou de efluentes industriais.
Posteriormente, são discutidos os conceitos de diluição e mistura de soluções, prevendo a realização de balanços de massa depoluentes, atividade cotidiana dos agentes de controle da poluição das águas, tendo em vista a necessidade de verificação do atendimento aos padrões de qualidade dos corpos receptores de efluentes, conforme previsto nas legislações estadual e federal.
Reconhece-se que os conceitos aqui apresentados e discutidos são elementares, absolutamente dispensáveis aos profissionais com formação naárea de química. No entanto, reconhece-se, por outro lado, que muitos outros profissionais, engenheiros, biólogos, etc., que atuam na área do controle da poluição ambiental carecem de, pelo menos, de uma “desoxidação” dos conceitos adquiridos há algum tempo e não muito bem consolidados. Por tratar-se, uma dosagem de reagente, por exemplo, de atividade fundamental da qual depende uma sucessão defenômenos, estes conceitos básicos se revestem de incalculável importância.
Deve ser lembrado, contudo, que o objeto deste livro é o controle da poluição das águas, a compreensão dos fenômenos que ali ocorrem e dos parâmetros utilizados na interpretação da qualidade da água. Procurou-se, assim, evitar aprofundamentos ou entendimentos de conceitos de química em assuntos em que não seencontrem exemplos de aplicação direta. O objetivo destes 4 capítulos, conforme mencionado, não é a formação de químicos e sim apenas o de procurar auxiliar na viabilização de certas atividades corriqueiras de controle de poluição, por parte dos profissionais que necessitam de atualização dos conceitos aplicados.
Finalmente, é de grande importância salientar que os conceitos de...
tracking img