Questionario de nrs 1 a 4

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1815 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PRODUÇÃO DA CANA-DE-AÇÚCAR

1. Importância
A agricultura brasileira desempenha um importante papel no desenvolvimento do
País, gerando emprego, renda e divisas. Nesse contexto está inserida a cana-de-açúcar, matéria-prima para a fabricação do açúcar e do álcool, além de outros subprodutos, tendo nos colocado como líder mundial do setor. A cana-de-açúcar está ligada diretamente à própriahistória e desenvolvimento do Brasil.
Apesar de, em épocas passadas, os preços internacionais e nacionais terem desestimulado esse setor do agronegócio, e de muitos agricultores terem reduzido o manejo cultural, diminuindo com isso a sua produção, atualmente a taxa interna de retorno tem aumentado significativamente, fazendo com que o setor tenha um novo impulso.
Com a crise do petróleo e aemergência de novas fontes de energia, a cana-deaçúcar ganha destaque dada as possibilidades reais do etanol no mercado de energias renováveis. Nesse sentido, a experiência brasileira é emblemática ao implementar, nos anos 80, o Proálcool, um programa pioneiro de produção de álcool carburante voltado para abastecer a frota automotiva nacional, tanto para adição na gasolina quanto para abastecimento demotores exclusivos a álcool. Uma verdadeira revolução na cadeia produtiva da cana-de-açúcar que teve como âncora a sólida base científica construída desde os anos 60 com programas de pesquisa como os da Copersucar e do Planalsucar.
Um cenário positivo para o futuro desta cultura é que o mercado internacional se abrirá, tanto para açúcar, como para o álcool; e, no mercado interno, o veículo flexívelcrescerá em vendas e abrirá espaço de demanda, juntamente com o álcool anidro e outros usos, como matéria-prima para o biodiesel.
Enfim, se o século X foi caracterizado como o reinado do petróleo, o século XI será, sem dúvida, o reinado da agroenergia renovável, ambientalmente limpa, geradora de empregos permanentes, de renda e de riqueza para o Brasil.
Grandes Culturas – Professor Fábio de LimaGurgel

2. Histórico
As primeiras notícias sobre a cana-de-açúcar encontram-se nas escrituras mitológicas dos hindus, mas também na Bíblia fazem referências sobre a cana, em Isaías, 43:24, e Jeremias, 6:20.
Ela, porém, foi considerada como remédio e até como artigo de luxo até o século 18.
Nessa época, as caravelas, antes de iniciarem a travessia do Oceano Atlântico, colocavam junto com suasprovisões a cana-de-açúcar, que era plantada em algumas covas nas terras abordadas, para servir de suprimentos às expedições posteriores. Sua crescente valorização como adoçante deve-se ao costume antigo de se adoçar chá, café e chocolate com mel. As pesquisas científicas mostraram que tanto o açúcar da cana-de-açúcar como o açúcar da beterraba-açucareira são de valor à conservação da energiavital.
Dessas observações, originou-se a crescente aceitação pela sociedade da época, fato que perdura até os dias atuais. As suas qualidades como adoçante são relatadas mesmo antes de Cristo, quando o homem já a conhecia como “algo que produzia mel sem abelhas”. Nessa época, foi constatado também que uma “bebida embriagante” podia ser fabricada a partir do seu caldo.
A cana-de-açúcar é uma plantanativa das regiões tropicais, cujo cultivo se estende, atualmente, aos dois hemisférios. A teoria mais aceita de sua origem considera que ela seja nativa das ilhas do Arquipélago da Polinésia, sendo Saccharum robustum uma espécie botânica que se originou no centro de expansão da Nova Guiné.
A produção do açúcar, denominada de “sarkara”, existia na Índia desde 3000 a.C. e durante muito tempo ocultivo da cana-de-açúcar foi limitado aos países do Oriente Médio,
Grandes Culturas – Professor Fábio de Lima Gurgel no Vale do Rio Eufrates. A partir de 500 a.C., os persas guardavam o segredo da fabricação do açúcar, que era comercializado com os romanos. As conquistas árabes no Ocidente disseminaram o cultivo da cana-de-açúcar nas margens do Mar Mediterrâneo, a partir do século 8.
Nas...
tracking img