Quem espera sempre cansa!

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (421 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
QUEM ESPERA SEMPRE CANSA!

(VÍDEO PRECONCEITUOSO CONTRA NORDESTINOS)

Por: Claudio Fernando Ramos, Natal-RN 03/01/2013 Cacau “:¬)

Somente por duas vezes, em toda a minha vida, saí desse país.Porém, foram suficientes para que eu pudesse vivenciar o afastamento necessário e, de forma neutra, se é que isso é possível, pensar o Brasil de fora para dentro. Mensurei, comparei, e, assim pudechegar a conclusão sobre quem ou o que de fato nós somos. Alegres, criativos, espontâneos, otimistas... Assim é essa nação! Mas, infelizmente, essa não foi à única conclusão a que cheguei. De formaantagônica esse mesmo povo é, também, sórdido, mesquinho, hipócrita, machista, racista e, acima de tudo, preconceituoso.

Falar, escrever, ensinar sobre essas últimas verdades não é tarefa das maishonrosas nessas paragens. É estranho perceber alguns constantes fatores: tanto nas cidades como nos interiores, os que possuem avós indígenas, não “sabem” que ser neto constitui grau de parentesco; osque descendem de africanos, teimam em afirmar que a África tem uma “capital” chamada Salvador (sendo esse o ponto máximo que podem se aproximar da Grande Mãe África); nortistas (Norte/Nordeste) quemigram para o Sudeste, rapidamente se livram do sotaque, como quem se livra de um estorvo; brancos, em si mesmados, tentando, a todo custo reproduzir na zona tropical, o mesmo estilo de vida próprio dazona temperada do norte do planeta.

Por essa e por outras, nos outorgaram: uma democracia racial (a cor não importa); uma isocracia política (o poder é para todos); uma isegoria social (todos têmdireito a opinião) e uma isonomia religiosa (todos somos filhos de Deus). Tudo muito sedutor! Mas, basta um olhar mais atento para concluir, sem muito esforço, que tudo é muito falso!

Esse vídeo quevos apresento é a prova mais cabal sobre o que falo. Todavia, não se deixem enganar, não mais! Não é este ou aquele indivíduo que, de forma isolada, constitui o problema da bela e justa nação...
tracking img