Quem emxeu no meu queijo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (411 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O livro “Quem mexeu no meu queijo?” é uma boa leitura para as pessoas que têm dificuldades em entender e aceitar as mudanças. Através das quatro personagens presas a um labirinto, a paráboladesenrola-se de uma forma simples, mas, trazendo lições a cada atitude. A aceitação da mudança, a persistência em não aceitá-la ou fazer dela uma oportunidade de crescimento, depende do julgamento, de cadapersonagem.
Cada um tem uma reação diferente com relação ao “novo queijo”, e, com o desenvolver da história, pode-se concluir quais as melhores maneiras de agir. O livro faz refletir sobre as suaspróprias atitudes, sobre o medo, sobre a instabilidade da existência. Possibilita a realização de uma autoanálise, fazendo com que o leitor se enquadre em um de seus personagens do livro.
Interessante amaneira como o autor coloca a metáfora entre seres humanos, seres inteligentes, e ratinhos, como seres menos evoluídos que não complicam os fatos e por isso aceitam com naturalidade as mudanças. Issonos faz questionar o quanto nossa suposta superioridade intelectual e complexidade de emoções podem atrapalhar nossa “evolução” se não soubermos lidar com nossas emoções.
Apesar de complicarmos osacontecimentos naturais da vida, o fato de sermos seres pensantes nos torna aptos a refletir sobre nossos erros e corrigirmos nossos caminhos. Refletir é o que nos diferencia dos outros seres doplaneta. Só não podemos permitir que essa capacidade nos atrapalhe, interferindo assim em nosso desenvolvimento.
O labirinto (forma como o autor define as dificuldades, a sensação de estar "perdido" nodesenrolar do processo de mudança) costuma causar ansiedade, insegurança, medo. Os ratinhos não tinham pensamentos complexos, e seguiam seus instintos de sobrevivência. Nossos "instintos" acabam sendosuprimidos pelos sentimentos, e por isso, corremos o risco de ficarmos "cegos" para as mudanças em torno de nós.
Outro ponto interessante foi à observação de que os ratinhos estavam sempre com as...
tracking img