Quem é bárbaro

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS
ÉRIKA FERNANDA DOS SANTOS PEREIRA









ANÁLISE INTERPRETATIVA DO TEXTO:
“QUEM É BÁRBARO”, DE FRANCIS WOLFF.










CAMPINAS2009
ÉRIKA FERNANDA DOS SANTOS PEREIRA




ANÁLISE INTERPRETATIVA DO TEXTO:
“QUEM É BÁRBARO”, DE FRANCIS WOLFF.



Trabalho para avaliação na disciplina Metodologia da PesquisaInformática, ministrada pela Professora Natália Maruyama Rougier. Curso Sistemas de Informação, 2º semestre, matutino.















CAMPINAS
2009
SUMÁRIO

1 ANÁLISETEMÁTICA............................................................................ 3
1.1 Tema do texto.................................................................................... 3
1.2 Estruturalógica.................................................................................. 3
2 SÍNTESE PESSOAL............................................................................... 4
3REFERÊNCIA...................................................................................... 5
1 ANÁLISE TEMÁTICA


1.1 Tema do texto

Wolff evidencia no texto a dificuldade em identificar abarbárie como tema. Então a dificuldade a ser resolvida é definir quem é bárbaro num mundo com diversas variações de culturas, onde cada sociedade, cultura ou país qualificam seus adversários comobárbaros para defender a sua definição de civilização.

1.2 ESTRUTURA LÓGICA

Após introduzir o tema do texto, utilizando o atentado de 11 de setembro de 2001 como exemplo de conflito entrecivilização e barbárie, o autor define três sentidos de barbárie sendo a civilização o sua antônima.
No primeiro sentido, “são chamados bárbaros, nesse sentido, os que se comportam como brutos grosseiros eignoram as boas maneiras” (WOLFF, 2004, p. 21). Ou seja, a dificuldade de viver em sociedade.
No segundo sentido, “supõe-se que o bárbaro pertence não apenas a um estágio anterior de socialização...