Qualidade de vida

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3470 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Psicologia Clínica e da Saúde

Qualidade de vida: Projecto Alfena
Qualidade de vida: Projecto Alfena

Docente: Prof. Doutora Isabel Silva
Discente: Maria Rosa Santos, nº 22282
Curso: Psicologia 3º ano



Porto – 2011/12

Introdução
Nos últimos anos tem havido um elevado interesse sobre o tema Qualidade de vida, tanto no meio científico como no cotidiano das pessoas (sensocomum). Esta temática está directamente ligada à melhoria das condições de vida das pessoas, contribuindo para isso as politicas adoptadas na melhoria dos cuidados de saúde, organizacional, social e familiar.
O tema a explorar neste trabalho é a Qualidade de Vida e visa o enquadramento do projecto Alfena “Aprender para o sucesso: Estilos de aprendizagem e qualidade de vida para alunos do 7º ano”.Este projecto tem por objectivo identificar eventuais problemas de aprendizagem dos alunos, bem como saber que conceitos têm acerca de Qualidade de Vida, e ainda, encontrar estratégias que vão de encontro às suas necessidades na área escolar. O projecto nasceu de uma parceria entre a Universidade Fernando Pessoa e o agrupamento de escolas de Alfena.
Para avaliar a Qualidade de Vida foiadministrado o questionário Kidscreen-27, versão reduzida do Kidscreen-52 e na área escolar foi administrado o questionário de Estilos de Aprendizagem.
Este trabalho é transversal a outras unidades curriculares, contudo, daremos mais enfoque à Qualidade de Vida que se insere na unidade curricular Psicologia Clínica e da Saúde.

Conceito de qualidade de vida/Aspectos históricos
A primeira pessoa autilizar a palavra qualidade de vida foi o presidente dos E.U.A., Lyndon Johnson em 1964 ao declarar “os objectivos não podem ser medidos através do balanço do banco. Eles só podem ser medidos através da qualidade de vida que proporcionam às pessoas” (WHO,1998).
A meio da década de 70, Campbell (1976) tentou explicar as grandes dificuldades que havia na altura em definir QDV em que refere “qualidade devida é uma vaga e etérea entidade, algo sobre a qual muita gente fala, mas que ninguém sabe claramente o que é”. A partir desta afirmação muitos anos passaram, contudo, a definição que gerasse um consenso na comunidade científica ainda não aconteceu, apenas conseguem convergir em alguns pontos (Seidl & Zannon, 2004).
Depois de um certo “adormecimento” em relação a este tema, nos últimos anoscomeçou a haver uma “preocupação” na vida das pessoas de todas as faixas etárias, de todas as culturas, de níveis socioeconómicos e de localizações geográficas diferentes em relação à QDV (Gaspar & Matos, 2009).
A QDV é um termo utilizado em duas vertentes, ou seja, a primeira vertente na linguagem quotidiana, pela população em geral, desde jornalistas ao político e numa segunda vertente, nocontexto de pesquisa científica, abrangendo várias áreas do saber, tais como a economia, sociologia, educação, psicologia, entre outras (Seidl & Zannon, 2004).
Segundo Ribeiro (2005) a evolução do conceito de QDV na saúde não é só a dimensão do funcionamento físico, recomendando o uso de medidas que tentem ser mais abrangentes, mais concretamente na escolha do tratamento paliativo em doentescom cancro e por outro lado, a avaliação de QDV deveria reflectir o ponto de vista do doente.
Foi a partir dos anos 90 que começou a haver um consenso entre os investigadores sobre dois aspectos importantes no conceito de qualidade de vida, por um lado a subjectividade, ou seja, cada indivíduo tem uma percepção diferente sobre o assunto e por outro lado a multi-dimensionalidade, em que oindivíduo para ter qualidade de vida terá de ter uma relação com a sociedade a vários níveis (Seidl & Zannon, 2004).
Segundo Gaspar & Matos (2008) a QDV está associada a várias dimensões sociais:
1- Saúde física – Estado e processo de aquisição de bem-estar físico, mental e social e não apenas ausência de doença;
2- Nível de independência – Física, mental, monetária e profissional;
3-...
tracking img