Qualidade de vida no trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2614 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO

Sara Regina Silva dos Anjos Aguiar
Prof. Gilberto
Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI
Curso/Tecnólogo em Segurança do Trabalho (SEG0124)
03/09/2011

RESUMO

Atualmente o significado de Qualidade de Vida no Trabalho inclui tanto os aspectos físicos e ambientais como os aspectos psicológicos do local de trabalho. Muitos donos de grandesempresas, ou seja, os grandes empresários estão observando que melhorar a QVT de seus colaboradores e de seus familiares, torna a empresa mais agradável, saudável e produtiva. A Qualidade de Vida no Trabalho está baseada em dois aspectos importantes que é o bem – estar do funcionário e a eficiência organizacional. Com competitividade das empresas no mercado de trabalho aumentando, veio à buscaincessante da qualidade total. Seguindo esta qualidade total, surgiu também a QVT, a qual está focada na capacidade humana e no meio que convive em todos os sentidos. Um controle adequado de Qualidade de Vida busca uma organização mais humana e gera condição de crescimento pessoal do indivíduo.

Palavra Chave: Qualidade de vida no trabalho, Qualidade total, crescimento pessoal do indivíduo.INTRODUÇÃO
O ambiente organizacional é caracterizado por uma agitação crescente. A partir do crescimento econômico se tornou mais intensa a necessidade de reorganização das estruturas, do acolhimento de novas técnicas de gestão administrativa e de um novo processo produtivo, com o intuito de torna- se coerente à organização com as condições e um local com alta competitividade.Essa nova dinâmica é indicada por vários fatores, entre os quais, o que se sobressai é o processo permanente de inovação que mistura a evolução tecnológica, devido a sua força junto a gestão de Recurso Humano nas organizações.
As organizações, ao incluírem inovações tecnológicas, raramente se preocupam em fazer uma avaliação dos aspectos humanos relacionando e atingidos por talprocesso, nem tampouco leva em consideração o ser humano em sua expansão integral, o que inclui, obrigatoriamente, uma preocupação com a qualidade de vida.

DESENVOLVIMENTO
No decorrer de muitos anos, as horas trabalhadas servia para a manutenção e a reprodução biológica do individuo e se desempenhou sob uma forma de separação, de trabalho extrativo, quando veio a surgir mais adiante,a pesca, a caça e o pastoreio. Com a agricultura, veio uma nova ideia de que se passasse a produzir em grande excesso do que se poderia ser utilizado, seria possível fazer das pessoas escravas, No mundo grego e romano, somente através da atividade agrícola era reconhecido à dignidade e importância social, numa forma geral era negado ao comercio, artesanato e atividades manuais, Na atualidade,ainda afirmar que desapareceram as situações de escravidão ou de exploração de trabalho é impossível, ate mesmo nos países economicamente avançados. As bases de produção social se deslocaram da agricultura para a indústria, a partir do momento em que o comércio se sobrepôs ao trabalho agrícola e ampliou suas atividades.
Na revolução industrial, as fábricas se juntaram em um só espaço,trabalhadores e os novos meios de produção, ás máquinas. A forma de produtividade social da época industrial aumentou a especialidade das tarefas e a forma em que era feita a divisão do trabalho, ajudando dessa forma para o afastamento das pessoas do que estava contido em cada atividade especifica de cada indivíduo. E finalmente, a revolução atual, que inclui o trabalhador na era do conhecimento,busca dele o desenvolvimento de agilidade para saber lidar com um mundo extremamente difícil, complexo, incerto e instável.
O movimento de qualidade de vida no trabalho surgiu em 1950, com o aparecimento da abordagem sócio – técnica. Somente na década de 60, tomaram iniciativas de cientistas, empresários governantes, lideres sindicais por formas melhores de organizar o...
tracking img