Qualidade de software

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3978 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO
CAMPUS SANTA TERESA
TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

ALEX JUNIOR GUTLER

PROCESSOS DE SOFTWARE: PADRÕES CMM, CMMI CMM, CMMI, ISO9000, MPS-BR.



SANTA TERESA
2012

ALEX JUNIOR GUTLER

PROCESSOS DE SOFTWARE: PADRÕES CMM, CMMI CMM, CMMI, ISO9000, MPS-BR

Trabalho realizado pelo alunos do 6O Período de Análise eDesenvolvimento de Sistemas, na disciplina de Qualidade de Software, orientado pelo professor Fabio Luiz Bigati, com o intuito de melhorar a compreensão sobre os respectivos padrões de processo software.

SANTA TERESA
2012

SUMÁRIO
MODELO DE MATURIDADE DE CAPABILIDADE DE SOFTWARE (CMM) 4
INTRODUÇÃO: 4
CONCEITOS: 4
CARACTERÍSTICAS DOS NÍVEIS DE MATURIDADE: 5
DEFINIÇÃO OPERACIONAL DE CMM 6
CMMI(CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION - MODELO INTEGRADO DE CAPACITAÇÃO E MATURIDADE). 7
INTRODUÇÃO: 7
FUNCIONALIDADE: 7
ÁREAS DE PROCESSO: 8
BENEFÍCIOS TRAGOS PELO CMMI NO NEGÓCIO: 9
BENEFÍCIOS TÉCNICOS TRAZIDOS PELO CMMI NO NEGÓCIO: 9
ETAPAS DAS AVALIAÇÕES PARA O CMMI: 9
ISO 9000: 10
INTRODUÇÃO: 10
RESUMO EM LINGUAGEM INFORMAL 10
NO BRASIL 12
MELHORIA DE PROCESSOS DOSOFTWARE BRASILEIRO (MPS.BR) 12
INTRODUÇÃO: 12
O MODELO 13
MA-MPS (Método de avaliação para melhoria do processo de software) 14
MPS.BR 15
CURSOS E CERTIFICAÇÃO 15
DIFERENCIAIS DO MPS.BR 16
REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS 16

MODELO DE MATURIDADE DE CAPABILIDADE DE SOFTWARE (CMM)
INTRODUÇÃO:
Após décadas de promessas sobre como aumentar à produtividade e qualidade de software, através denovas metodologias e tecnologias, as organizações chegaram à conclusão que o problema fundamental é a inabilidade para gerenciar processos de desenvolvimento de software. Em muitas organizações os projetos não cumprem os prazos planejados e os custos ficam acima do orçamento, afetando os benefícios que o projeto traria para a organização. Uma resposta para esse ambiente caótico foi odesenvolvimento de um modelo de maturidade para software, o CMM.
O CMM – Capability Maturity Model para software é um conjunto de processos desenvolvido pela SEI – Software Engineering Institute (www.sei.cmu.edu) em 1986 para melhorar o desenvolvimento de aplicações em organizações que trabalham com tecnologias de software. O processo é divido em cinco níveis de desenvolvimento: Inicial, repetível, definido,gerenciado com métricas e otimizado.
Esses cinco níveis de maturidade provêem uma escala mensurável de maturidade, como também a capacidade de execução, de uma organização que usa tecnologias de software. Esses níveis também ajudam a definir a prioridade dos esforços de uma organização de software, para tornar os projetos competitivos, dentro do orçamento e prazo planejados, as organizaçõesdevem desenvolver softwares dentro de ambientes "maduros".
Em uma organização madura, os gerentes monitoram a qualidade dos produtos de software e os processos que são utilizados para produzi-los. O objetivo é baseado em métricas para julgar a qualidade dos produtos e analisar os problemas nos produtos e processos. O cronograma de desenvolvimento e o orçamento devem estar baseados em dadoshistóricos para serem mais realísticos; os custos, funcionalidades e qualidade dos produtos são normalmente arquivados.
CONCEITOS:
Um processo de software pode ser definido como um conjunto de atividades, métodos, práticas e mudanças que as pessoas devem usar para desenvolver e manter os produtos de software. Os processos de software mostram a quanto uma organização é madura para desenvolver e manteros produtos de software.
Existem três tipos de análise sobre os processos de software:
1. Capacidade: Essa análise descreve a gama de resultados que podem ser atingidos com o uso dos processos de software.
2. Desempenho: Analisa o atual estágio dos processos de software e os resultados obtidos pelo seu uso.
3. Maturidade: Analisa até que ponto um processo específico está definido,...
tracking img