Qual o lugar do corpo na educação

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 29 (7217 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
QUAL O LUGAR DO CORPO NA EDUCAÇÃO?
NOTAS SOBRE CONHECIMENTO, PROCESSOS
COGNITIVOS E CURRÍCULO
TEREZINHA PETRUCIA DA NÓBREGA* É indigno de um homem bem educado descobrir, sem necessidade, as partes do corpo que o pudor natural leva a esconder. Quando a necessidade nos força a fazê-lo, devemos dar mostras de um recente recato – ainda que ninguém nos observe (...). O passo não deve ser nemdemasiado lento nem demasiado apressado. O primeiro é próprio de um insolente, e o segundo de um descabelado. Há que evitar também o balanceamento, porque não há nada mais desagradável do que essa claudicação (...). Brincar com os pés, quando se está sentado, é próprio de um tolo; gesticular com as mãos é sintoma de uma razão que não se encontra intacta. (Erasmo de Roterdã) RESUMO: O texto abordaelementos do projeto Iluminista e sua influência na educação do corpo, notadamente os aspectos da civilidade e a cultura do corpo no ideário da pedagogia moderna, considerando a perspectiva da instrumentalidade. Apontamos para possíveis caminhos das relações entre corpo e educação na contemporaneidade, com base em uma fenomenologia do corpo e sua relação com os processos cognitivos. Por fim,apresentamos indicadores para pensar o conhecimento do corpo na educação, partindo de reflexões sobre a educação do corpo e a organização do conhecimento no currículo. Palavras-chave: Cultura do corpo. Civilidade. Fenomenologia. Processos cognitivos. Conhecimento. * Doutora em educação, professora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e membro do Grupo de Pesquisa “Corpo e Cultura deMovimento”, do Programa de Pós- Graduação em Educação da UFRN. E-mail: pnobrega@ufrnet.br 600 Qual o lugar do corpo na educação? Notas sobre conhecimento... Educ. Soc., Campinas, vol. 26, n. 91, p. 599-615, Maio/Ago. 2005 Disponível em http://www.cedes.unicamp.br WHAT’S THE BODY’S PLACE IN THE EDUCATION? NOTES ABOUT KNOWLEDGE, COGNITIVE PROCESSES AND CURRICULUM ABSTRACT: This paper brings forth elementsof the Enligthment project and their influence on body education, mainly the aspects of politeness and body’s culture, in the modern pedagogy’s ideas, considering the perspective of instrumentality. From a phenomenology of the body and its relation with the cognitive processes, we point out possible paths for the relations between body and education in the present times. Finally, we presentindicators to think the knowledge of body in education based on reflections upon body education and the organization of knowledge in curricula. Key words: Culture of the body. Politeness. Phenomenology. Cognitive processes. Knowledge. Corpo e educação na cultura renascentista idéia do homem como construtor de si mesmo marca o pensamento renascentista e coloca o humanismo como um projeto pedagógico deintenso alcance social. O quadro “A escola de Atenas”, de Raphael, pode ser considerado a representação de uma síntese do pensamento renascentista, ou seja, a tentativa de unificar a metafísica e a filosofia da natureza. O Renascimento não é a renascença da civilidade contra a barbárie, do saber contra a ignorância, mas o nascimento de uma civilização diferente, fundada num individualismo prático, nonaturalismo filosófico e num aguçado gosto artístico. De modo geral, pode-se dizer que o século XV configurou um pensamento sobre o homem, e no século XVI esse humanismo foi ampliado com um pensamento sobre a natureza. Portanto, entre a Idade Média e o Renascimento não há nem ruptura, nem continuidade, mas diversidade de interesses e de proposições, sobretudo uma diferença de nívelhistórico-crítico do conhecimento que os humanistas tiveram com relação às tradições latina e grega (Reale & Antiseri, 1990). Nesse projeto, a educação do corpo assume um papel significativo na história da idéias pedagógicas do Ocidente. Há na cultura renascentista formas de educação do corpo divulgadas pelos manuais pedagógicos, por exemplo o tratado A civilidade pueril, de Erasmo de Roterdã (1978), no qual...
tracking img