Quadro comparativo, entre os princípios e postulados contábeis elaborados pela comissão de valores mobiliários (cvm) e os princípios segundo o conselho federal de contabilidade (cfc) e o comitê de pronunciamentos contábeis (cpc).

Páginas: 8 (1785 palavras) Publicado: 6 de novembro de 2011
Princípios Contábeis Segundo Sérgio Iudícibus

Segundo Sérgio Iudícibus (2002, p. 90 a 116), a definição dos Princípios Contábeis são: Entidade, Continuidade, Custo como Base de Valor, Denominador Comum Monetário, Realização da Receita, Reconhecimento das Despesas e seu Confronto com as Receitas e Essência sobre a Forma.

1. Princípio da Entidade
“Por alguns autores, considerado como um dosPostulados Ambientais da Contabilidade, esse princípio é o início de todo o encadeamento do raciocínio e do arcabouço estrutural da disciplina”.
Quando se fala em entidade contábil, “é da natureza dos negócios e das operações que os sócios, proprietários ou quotistas de determinada entidade sejam também entidades distintas. Entretanto,é preciso considerar que, para a Contabilidade, o patrimôniode uma pessoa física que porventura participe do capital de outra entidade(esta como pessoa jurídica) também pode ser considerado uma entidade contábil. O importante para caracterizar nesse principio é que, para todos os efeitos,o patrimônio de uma entidade não se confundem com o da empresa”.

2. Princípio da Continuidade

“Este também é conhecido, em alguns estudos, como Postulado Ambiental. Osentido da continuidade é considerar o empreendimento (contido dentro da entidade objeto de contabilização) como em andamento (going-concern) até forte evidência em contrário. A continuidade tem algumas conseqüências importantes. Por exemplo: os elementos do patrimônio da entidade, com exceção dos produtos ou serviços prontos para a entrega ao cliente, não são adquiridos ou mantidos para seremvendidos no estado em que se encontram, mas sim para, devidamente integrados uns aos outros pelo processo de produção ao qual fica perfeitamente amalgamada a influência do trabalho e de fatores organizacionais, gerarem no futuro, receitas que entram para a entidade.

Continuidade versus Descontinuidade

O conceito é considerado ambiental, pois se refere ao ambiente no qual as entidades atuam eas formas usuais de praticar comércio. Assim, a continuidade, para a Contabilidade, é a premissa de que uma entidade, ao que tudo indica, virá operar por um período de tempo relativamente longo no futuro e esta premissa é abandonado quando um histórico de prejuízos persistentes e a perda de substância econômica e de competitividade de mercado e mesmo fim jurídico da sociedade (principalmente noscasos de entidades com duração determinada) justifiquem o fato de a Contabilidade (e os contadores e auditores) sinalizarem (da forma que se verá mais adiante) para que aquela entidade esteja prestes a uma descontinuidade.
Este é um princípio muito complexo de ser entendido por quem não tenha tido uma exposição prática a Contabilidade e principalmente a Auditoria Externa. Mas é de uma importânciaextraordinária, pois seu entendimento, aceitação e aplicação irão condicionar outros princípios e procedimentos”.

3. Princípio do Custo Original como Base de Valor
“O mais antigo e mais discutido Princípio propriamente dito da Contabilidade (já que os dois anteriormente estudados são, por alguns considerados como Postulados Ambientais), é considerado por grande parte dos estudiosos da doutrinacontábil como uma conseqüência direta da continuidade.
Até alguns anos atrás este Princípio foi entendido numa acepção por demais conservadora de custo original como valor (e não como base valor), isto é, não apenas o valor de um ativo – seu custo original – não poderia ser alterado (nem mesmo por ajustamento pelas variações do poder aquisitivo da moeda), com o somente os ativos que custaramalgo para a entidade (para adquiri-los ou fabricá-los) poderiam ser considerados ativos. Os doados, nem mesmo que se apresentassem benefícios para a entidade nunca seriam considerados ativos”.

4. Princípio do Denominador Comum Monetário

“Este princípio expressa a dimensão essencialmente financeira (o termo é utilizado agora na acepção de homogeneização monetária) da Contabilidade, na tarefa...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • E postulados contábeis elaborados pela comissão de valores mobiliários (cvm)
  • . Fazer uma pesquisa detalhada dos princípios contábeis segundo o cpc, cfc e cvm.
  • Os princípios de contabilidade segundo o cfc e cpc
  • Os princípios da contabilidade segundo cfc e cpc
  • Cpc
  • Comite de pronunciamentos contábeis- cpc
  • CPC
  • Principios fundamentais da contabilidade cvm / cfc / cpc

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!