Publicidade, propaganda e marketing

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4007 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A PUBLICIDADE É UM CADÁVER QUE NOS SORRI (RESUMO)

Autor: Oliviero Toscani
Tradução: Luiz Cavalcanti de M. Guerra.
4ª edição, Ediouro (187 p.)
www.ediouro.com.br

Algumas Imagens do Livro:

Sumário

1. Aleluia! O Neném faz Xixi Azulzinho!
2. Crime Contra a Inteligência
3. A Rainha da Inglaterra Toda Negra
5. Uma Voltinha no Mundo dos Preconceitos
6. Eis A Publicidade, Vou aoBanheiro.
7. Cruz, Suástica, Coca-Cola
8. Brainstorming, Briefing, Mediaplanning, Bullshiting
9. Contra a Monocultura
10. Modelo Turbo GTI, Quatro Babacas A Menos.

CAPÍTULO 1. Aleluia! O Neném faz Xixi Azulzinho!...

CAPÍTULO 2. Crime Contra a Inteligência.

Quero abrir um processo de Nuremberg da publicidade. Sob que acusações?
← CRIIME DE MALVERSAÇÃO DE SOMAS COLOSSAIS
← CRIME DEINUTILIDADE SOCIAL
← CRIME DE MENTIRA
← CRIME CONTRA A INTELIGÊNCIA
← CRIME DE PERSUASÃO OCULTA
← CRIME DE ADORAÇÃO ÀS BOBAGENS
← CRIME DE EXCLUSÃO E DE RACISMO
← CRIME CONTRA A PAZ CIVIL
← CRIME CONTRA A LINGUAGEM
← CRIME CONTRA A CRIATIVIDADE
← CRIME DE PILHAGEM

1) CRIME DE MALVERSAÇÃO DE SOMAS COLOSSAIS.
De acordo com aAACC1[1] a publicidade representa para as empresas européias um orçamento de 330 bilhões por ano, 406,7 bilhões nos estados Unidos, 172 bilhões no Japão, cifras de 1992 em plena crise.
Armada desse colossal financiamento, a publicidade cobre cada esquina de rua, praças históricas, os jardins públicos, os pontos de ônibus, o metrô, os aeroportos, as estações de trem, os jornais, os cafés,as farmácias, as tabacarias, os isqueiros, os cartões magnéticos e de telefone. Interrompe filmes na televisão, invade o rádio, as revistas, as praias, os esportes, as roupas, acha-se impressa arte nas solas dos nossos sapatos, ocupa todo o nosso universo, todo o planeta! É impossível esboçar um passo, ligar um rádio, abrir uma correspondência, ler o jornal sem dar de cara com a amiga publicidade.Ela está por toda a parte. É o irmãozinho, sempre sorridente.
Apavorante todo esse imenso espaço de expressão e de afixação de cartazes; o maior museu vivo da história moderna, esses milhares de quilômetros quadrados de cartazes mostrados no mundo inteiro, esses painéis gigantes, esses slogans pintados, essas centenas de milhares de páginas de jornal impressas, esses milhões de horas detelevisão, mensagens radiofônicas, fiquem reservados a esse paradisíaco mundo de imagens imbecil, irreal e mentiroso. Uma comunicação sem qualquer utilidade social, uma exaltação grotesca de um modo de vida yuppie, agradável e bem-humorado. A Renault, a Ford, a Fiat, a Honda, fazem as suas propagandas de automóveis deslizando ao sol poente. Quem financia estas campanhas, somos nós os consumidores,o investimento de publicidade fica embutido no preço da mercadoria. A publicidade é o primeiro imposto direto.

2) CRIME DE INUTILIDADE SOCIAL.
Por que as grandes empresas de automóveis nunca lançaram verdadeiras campanhas de conscientização contra a embriaguez ao volante, excesso de velocidade? Por que a publicidade, a “comunicação” dessas empresas, não aborda nunca osgrandes problemas sociais acarretados pela invasão do automóvel? Nunca os grandes problemas sociais acarretados pela invasão do automóvel?
A Fiat italiana, por exemplo, despende centenas de milhões de dólares em publicidade através do mundo. E em nossos dias a reputação da Fiat continua sendo deplorável. Imaginem se a Fiat resolvesse lançar-se a uma comunicação mais social, por exemplo, com ostoxicômanos e as suas famílias, a fim de sensibilizara opinião para o financiamento dos programas de metadona, criaria uma dinâmica sem precedentes. Hoje todos os automóveis se parecem. Como mostrar a diferença entre eles senão pelo engajamento, uma visão do mundo, tomadas de posição, criatividade?
“Durante a agonia, a venda continua”, declarava uma vítima da Aids na legenda da foto...
tracking img