Publicidade no processo penal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (503 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Publicidade no processo penal: a mídia e o processo

Historicamente os processos secretos serviam como instrumento para processos injustos, que inibiam a possibilidade de defesa dos cidadãos. Comoexemplo temos a inquisição, aonde o processo penal era baseado no mais absoluto segredo, e as execuções públicas espetáculos apreciados pela multidão.
Com o intuito de proteger o individuo e garantirseus direitos, humanizando o processo, nasceu a publicidade, que possibilita a participação dos indivíduos nos atos da Justiça e com isso o exercício de seus direitos.
Segundo Eugenio Florian:
“Osegredo é o mal que oprime e faz sombra a Justiça.”

A publicidade nos gera bons resultados, com ela as garantias do acusado são protegidas e a liberdade de expressão da imprensa, beneficiando o público eassegurando seu direito a informação.
Dessa forma a partir com a Carta de 1988, a publicidade processual se tornou uma garantia constitucional, onde está prevista nos artigos 5º, LX e 93, IX.Anteriormente a isso, na Lei de Execução Penal, em raras exceções, só se admitia a mitigação da publicidade se houvesse interesse público ou social.
Mas Carnelutti indagou a respeito da publicidade dos atosprocessuais:
“Eu me pergunto, diante dos últimos excessos, se este
aspecto do processo penal não deva ser repensado”.

Segundo a autora a reflexão do processualista é pertinente, tendo em vistaacontecimentos atuais existentes entre a justiça e a mídia. Existe a confusão entre, publicidade para as partes (o que é essencial e não deve ser restringida) e publicidade geral (o que diversas vezespode ser prejudicial para realização da justiça). Muitas vezes pela exposição da mídia se invade a publicidade do acusado bem como lhe expõe a vida privada.
Mas a mídia muitas vezes pode acabarprejudicando o suspeito, que nem sempre é de fato culpado. Conforme a autora:
“A inocência nunca é notícia. A notícia nasce com a informação policial sobre à culpa”... “A imprensa é sempre acusação.”...
tracking img