Psicoterapia e corpo. i – biopsicotipologias

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 27 (6655 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PSICOTERAPIA E CORPO. I – BIOPSICOTIPOLOGIAS **
Ricardo Amaral Rego **
INTRODUÇÃO
Mente, espírito, psiquismo, alma. Várias palavras, vários conceitos, todos girando em torno
da busca de compreensão do que é esta capacidade humana de ter consciência de si e do mundo, de
sentir e pensar, de imaginar, planejar e criar. Um dos temas recorrentes nas várias tentativas de
entendimento desseassunto é o da relação entre o corpo e essa dimensão tão sutil e etérea, e ao
mesmo tempo tão presente e importante. Muit as opiniões, velhas e novas polêmicas, e muito do
mistério permanece, como se pode ver em recente artigo de Horgan sobre as possíveis explicações
para o fenômeno da consciência. Não vou aqui retomar esta discussão em suas bases científicas,
filosóficas e religiosas mais gerais. Oque me interessa neste momento é examinar mais de perto a
questão do corpo na psicoterapia, focalizando a atenção nos aspectos práticos de como é que se pode
compreender e influenciar o impalpável a partir do palpável, o invisíve l a partir do visível.
. Esta preocupação tem duas origens. Uma é a dificuldade de se ter uma visão ampla da
relação entre psicoterapia e corpo a partir dos diversosautores reichianos e neo -reichianos, dado que
no aspecto técnico cada um privilegia questõ es diferentes, e no aspecto teórico eles divergem tanto
que fica muito difícil juntá-los numa abordagem mais abrangente. Neste sentido, busco continuar um
caminho iniciado em trabalhos anteriores (Rego, 1992a, 1992b, 1993; Gama e Rego, 1994), e
avançar aqui mais alguns passos na direção de uma formaoriginal e abrangente de conceber a
relação entre psicoterapia e corpo, que permita uma base conceitual e operacional para uma
integração das diversas abordagens existentes num todo coerente e articulado. Dada a vastidão do
tema, a apresentação dar-se-á ao longo de diversos artigos, sendo este o primeiro.
Outra questão é o fato de este campo de trabalho ao qual me dedico ser chamado muitasvezes de psicoterapia de abordagem corporal, psicoterapia somática, ou mes mo simplesmente de
psicoterapia corporal. E desde há um bom tempo eu venho me perguntando: Será que existe algum
tipo de psicoterapia que não seja também somática, que não "aborde o corpo" de maneira alguma?
Será que é possível dissociar tanto a mente e o corpo a ponto de se poder trabalhar apenas o mental?
Ao fim destesartigos, acredito ser possível responder a tais questões, e desde já posso adiantar q ue
no meu entender a resposta é NÃO.
Para fins de análise, podemos dividir o assunto em três itens básicos : a percepção do outro, a
auto-percepção, e a intervenção sobre o corpo.
2. A PERCEPÇÃO DO OUTRO
A interação entre as pessoas vai muito além do mero intercâmbio verbal de idéias. Nossos
órgãos sensoriaisnos abastecem abundantemente de informações re lativas ao corpo do Outro (forma,
gestos, expressões, ruídos, tom de voz, cheiros) às quais atribuímos grande importância quanto à
avaliação do que está ocorrendo nesse encontro.

*

Publicado na Revista Reichiana 3. Instituto Sedes Sapientiae, São Paulo, 1994, p. 24-43.

** fone (011) 283 3055 - fax (011) 289 8394
R. Alm. Marques Leão 785,S. Paulo, SP CEP 01330 – 010
E-mail: ric.rego@uol.com.br

Em psicoterapia reichiana existe um campo de estudos que tem sido chamado de Leitura
Corporal, e que busca incorporar esses conhecimentos à prática clínica. Isso se dá basicamente de
dois modos: a)correlacionando estruturas corporais crônicas, de longa duração, com características
psíquicas estáveis (caráter, personalidade,temperamento), um campo denominado de
Biopsicotipologia ou Fisiognomonia; e b)aprendendo a ler as expressões voláteis e continuamente
mutáveis, o significado das posturas e gestos, o modo de ocupação do espaço e a distância, enfim
tudo que surge na interação humana e que vai além da comunicação de idéias através de palavras,
conhecendo o que tem sido estudado no campo da Comunicação Não-Verbal....
tracking img