Psicossomatica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1432 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Paula Rosemai Sampaio Oliveira


Psicossomática





O CORPO, A MENTE E O ADOECER

 WALÉRIA AZEVEDO TRINDADE
“A maioria das doenças está na dependência tanto de fatores emocionais quanto físicos. Você é uma unidade mente-corpo. Suas emoções são fenômenos físicos e cada alteração fisiológica tem o seu componente emocional” (Lewis, M.E. e Lewis, H.R.).


O ser humano é uma unidadecomplexa. Composta de vários sistemas biológicos que entrelaçados e coordenados buscam atingir um funcionamento harmonioso, esses sistemas têm como objetivo integrar o indivíduo como um todo envolvendo aspectos físicos, químicos e biológicos do meio sob influência das relações sociais e interpessoais.
Como o conflito mente-corpo ocorre desde os tempos remotos, até mesmo cinco séculos a.C.,Hipócrates já dizia que, “para que as curas se efetuassem, seria necessário que os médicos possuíssem um conhecimento da totalidade das coisas”. Já Anaxágora, em 500-428 a.C., assim como Platão, 427-347 a.C. e muitos outros, acreditavam que a mente e o corpo possuíam naturezas diferentes e que a mente poderia influenciar o corpo, tendo autoridade sobre o mesmo.
Para Descartes, o corpo e a mente sãoseparados, mas ele atribui ao corpo o papel mais importante. Segundo Benson, Descarte comparou o corpo a uma máquina composta de nervos, músculos, veias, sangue e pele onde suas funções são independentes da existência ou não da mente. E afirma também que “a interação entre copo e mente teve lugar no decorrer de certas ações, como os movimentos musculares corpóreos resultantes da orientação da vontade”.Percebe-se que a função da mente passa a ser a função do corpo onde a primeira enviaria as ordens para o corpo obedecer, já que a mente é responsável pela consciência, pensamento, vontade, concepção de idéias, sentimentos, compreensão. Enfim, Descartes via o corpo e a mente separados e responsáveis por suas próprias funções, embora interatuando de maneira puramente mecânica, ainda que a menteestivesse sujeita à razão e a Deus enquanto que o corpo às leis mecânicas.
Descartes era o principal seguidor do Interacionismo. Acreditava que o corpo e a mente eram diferentes e separados, mas se influenciavam reciprocamente. Já o Dialismo acreditava na existência de dois princípios diferentes no homem: o corpo e a alma (mente). O Hilimorfismo via o corpo e a alma como formadores de uma únicasubstância completa. Aristóteles e Tomás de Aquino eram seus seguidores. Os seguidores do Paralelismo acreditavam que o corpo e a alma eram distintos e separados, e não se influenciavam reciprocamente, mas as atividades corporais e mentais se correlacionavam perfeitamente. Mas Wundt, através do Paralelismo Psicofísico acreditava, juntamente com sus seguidores, que o corpo e a alma são 2 aspectosdistintos do Homem.
Com essa divisão cartesiana, acabou dividindo a assistência à saúde. De um lado estão os Médicos que tratam apenas do corpo, enfatizam apenas a fundamentação fisiológica sem de voltar para os aspectos psíquicos da doença. Do outro lado, estão os psicólogos e psiquiatras enfatizando a importância do estado emocional para a doença e preocupada com a cura da mente. Isso acabou pordificultar a introdução dos médicos no conhecimento da mente impossibilitando a associação da doença à fatores emocionais como é observado, principalmente, nas doenças como o câncer.
Os estados psicológicos de uma pessoa, como aborda Chiattone (1996), é tão importante para a geração da doença como para cura. E é o fato da função mente-corpo que surge a Psicossomática.
Segundo Moreira, “toda doençaé psicossomática e que se expressa preponderantemente, durante os períodos críticos em que as borrascas afetivo existencial ameaçam a integridade psicofísica da personalidade total”.
Canon, citado por Chaves (1976), acredita que o sistema integrativo determina as correlações psicofisiológicas das emoções. Essa integração do indivíduo como uma unidade existencial às variações física, químicas...
tracking img