PSICOPEDAGOGIA

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 40 (9970 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de setembro de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO E IESDE BRASIL LTDA













“O BRINCAR NA EDUCAÇÃO FORMAL”










Curitiba
2006

ANDREZA DE FÁTIMA ALVES CHAIBEN
CLEUMA DO NASCIMENTO GRASSMANN
ROSANE DOS SANTOS FRANDJI
WELINGTON DOS SANTOS FRANDJI




“O BRINCAR NA EDUCAÇÃO FORMAL”















Curitiba
2006
ANDREZA DE FÁTIMA ALVES CHAIBEN
CLEUMA DONASCIMENTO GRASSMANN
ROSANE DOS SANTOS FRANDJI
WELINGTON DOS SANTOS FRANDJI












BANCA EXAMINADORA











Curitiba
2006
































Aos nossos pais e eternos
mestres com gratidão.



































Agradecimento:

Ao nosso pai superior pela conquista…A nossa tutora Nadir pelo espírito motivacional…
Aos colegas de classe pelos momentos de
Aprendizado e companheirismo.










































Resumo

Este estudo trata de reflexões pertinentes às inúmeras possibilidades do brincar na Educação Formal, fornecendo elementos pedagógicos para o seu desenvolvimento no contextoeducacional. Partindo de referenciais teóricos que investigam o universo da criança e de experiências no campo pedagógico, é que as brincadeiras são aqui tratadas como formas lúdicas de brincar com o corpo a partir da relação estabelecida entre movimento corporal e a aquisição de conhecimentos. O trato com este conhecimento, levando-se em consideração a criança em suas condições sociais, capacidades demovimento, autonomia e produção cultural, pode contribuir para a compreensão da multiplicidade cultural do universo lúdico infantil, bem como para a valorização do "brincar" no processo educativo e, de forma especial, na Educação infantil e Séries Iniciais no Ensino Fundamental.



























SUMÁRIORESUMO-----------------------------------------------------------------------------------
INTRODUÇÃO---------------------------------------------------------------------------
1. A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO------------------------------------------------
1.1 AS CRIANÇAS APRENDEM MELHOR BRINCANDO------------------------------
1.1.1 Direito de brincar------------------------------------------------------------------------
1.2 APRENDIZAGEM PARA AVIDA------------------------------------------------------
1.3 SOBRE O BRINCAR-----------------------------------------------------------------------
1.4 O BRINCAR COMO FORMA DE ADQUIRIR AUTONOMIA---------------------
2. O JOGO------------------------------------------------------------------------------------------
3. A BRINCADEIRA: ESPAÇO DE APRENDIZAGEM, DE
IMAGINAÇÃO E DE REINVENÇÃO DAREALIDADE---------------------------------
CONSIDERAÇÕES FINAIS-------------------------------------------------------------------
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS---------------------------------------------------------






















INTRODUÇÃO
Rousseau e Pestalozzi afirmam que a educação não deveria ser um processo artificial e repressivo, mas um processo natural, deacordo com o desenvolvimento natural da criança, e levando em consideração seus interesses e tendências inatas. Salientavam a importância dos jogos como instrumento formativo, pois além de exercitar o corpo, os sentidos e as aptidões, eles também preparam para a vida em comum e para as relações sociais.
Na Educação Infantil e nas Séries Iniciais do Ensino Fundamental, o jogo e o brinquedoconstituem-se em estratégias educacionais que interagem nas diversas experiências vivenciadas pelas crianças por meio da linguagem do brincar. Enquanto brincam, as crianças podem explorar, imitar, repetir, imaginar e simbolizar suas vivências, sejam elas reais ou simbólicas.
De maneira geral a criança traz consigo o impulso da descoberta, da curiosidade e do querer aprender as coisas no momento em que...
tracking img