Psicologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1125 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
O que é a terapia?
Como é feita a terapia?
Alguma coisa vai ajudar no tratamento da doença?
Se há mecanismos profundamente enraizados que servem para nos distanciar de processos inconscientes, a terapia pode mesmo fazer alguma diferença?
Quase todos que estudaram essa questão com seriedade concordam que há muitos casos em que as curas pela fala são de pouca utilidade. Estudosiniciais sobre terapia descobriram que pacientes somáticos apresentavam resultados piores do que aqueles que pareciam poder articular suas emoções. Foi visto por que isso pode acontecer. Os próprios mecanismos envolvidos na somatização implicam, em alguns casos, uma dificuldade ou mesmo uma impossibilidade para elaborar problemas por intermédio da fala.
A abordagem mais moderna utilizada, porexemplo, por psicanalistas lacanianos, dispensa o apelo ao insight. No caso da doença física, os problemas de simbolização são tratados com muita seriedade e afetam a maneira pela qual o analista trabalha com o paciente. Em vez de tentar explicar os sintomas, ele vai ajudá-lo a construir sua biografia, criando o ambiente para o estabelecimento de elos entre a doença e os detalhes de sua vida.
Por maisque o papel de fatores psicológicos na doença possam parecer óbvios, isso não da a receita exclusiva para uma cura. Ou, pelo menos, não o tempo todo. Um problema somático requer tratamento medico, e em alguns casos estão tão adiantado que pouco pode ser feito para removê-lo. Mas é vital reconhecer que há sempre um fator psicológico que deve ser ponderado em cada caso individual.
Hoje, terapiasnão-psicanalíticas florescem em muitos cenários de serviço de saúde. Terapias cognitivo-comportamentais, cursos de administração e controle de estresse e uma ampla gama de terapias breves têm conquistado terreno rapidamente. O uso em curto prazo dessas terapias (treinamento de relaxamento, biofeedback, meditação e imaginário mental direcionado) tem sido defendido em vários tipos de doenças, decardiopatia a hipertensão, câncer, asma, ulcera péptica, diabetes e artrite.
DESENVOLVIMENTO
Importante lembrar que a maneira como um tratamento age depende de vários fatores que não podem ser revelados como realismo por um questionário médico.
Um terapeuta pode esperar que seu trabalho envolva ventilação de emoções contidas, engarrafadas, enquanto um paciente pode esperar que ele permita averbalização de uma queixa, a oportunidade de encontrar outras pessoas em situação semelhante ou simplesmente a dedicação a uma atividade em que ele escolheram, que não foi imposta. Se definirmos terapia exclusivamente em termos de resultados, ate um simples exame físico do corpo pode contar como psicoterapia, já que, em muitos casos, representara, um grande alivio para a ansiedade do paciente. A únicamaneira de ter acesso a essas questões é por meio de uma exploração detalhada da participação de cada paciente na forma de terapia a eles ministrada. Só então e possível começar a responder a questão sobre se a terapia funciona.
Como um pesquisador que conduz um estudo externo pode saber se um paciente se envolveu com uma exploração ativa da própria vida? Ir a terapia e fazer terapia são duas coisascompletamente diferentes.
Qualquer questionamento sobre a eficiência de uma terapia deve ser feito a parir de diversos ângulos.
Muitas terapias dirigidas a pacientes somaticamente doentes envolvem trabalho em grupo.
O trabalho em grupo surge de muitas formas, e diferentes praticas e objetivos devem ser distinguidos. Alguns buscam analisar os processos inconscientes em andamento no grupo,enquanto outros querem justamente evitá-los. Alguns envolvem a discussão focada de tratamentos médicos, enquanto outros deixam a escolha sempre em aberto. Alguns envolvem técnicas de relaxamento, outros não. Alguns objetivam o controle das emoções, outros querem liberá-las. Porém, mesmo aquelas terapias que simplesmente reúnem um grupo de portadores da mesma queixa parecem produzir, às vezes,...
tracking img