Psicologia e economia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 39 (9645 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Revista de Economia Política, vol. 31, nº 2 (122), pp. 262-282 abril-junho/2011

A psicologia econômica como resposta
ao individualismo metodológico
rutH HofmAnn
victor PeLAez*

This paper aims at presenting and discussing some of behavioral models developed by Economic Psychology which is considered an irrelevant field of research for
many economists yet. on highlighting themultidisciplinary convergence notably
from economists’ interests by psychology, it is done emphasis to the discussion of
the role played by methodological individualism in the psychological reduction of
the homo economicus. Such a reduction has, on the one hand, made harder the
conciliation between the individual and the collective level of analysis. on the other
hand, it made closer economists andpsychologists in the common interest of developing methods capable of understanding the economic behavior under a perspective
which allows the integration of the complexity of collective dimension in which the
individual makes part.
Keywords: economic psychology; methodological individualism; rationality; Katona’s model; Strümpel’s model; Van raaij’s model.
JEL Classification: B5; B59.INTroDução
No esforço de desenvolvimento e consolidação de suas teorias, a Ciência Econômica (CE) recorre a instrumentos e métodos tidos como capazes de garantir seu
alcance explanatório e sua funcionalidade. As diferentes vertentes teóricas visam à
legitimação de seus modelos, o que justifica suas incursões a diferentes áreas do
conhecimento, seja à história, à física, à biologia, à matemática, àsociologia ou à
*

respectivamente, do Departamento de Engenharia de Produção, universidade Federal do Paraná.
E-mail: ruthofmann@gmail.com, e professor associado do Departamento de Economia da universidade Federal do Paraná. E-mail: victormpelaez@gmail.com. Submetido: Fevereiro 2008; Aprovado: Novembro 2009.

262

Revista de Economia Política 31 (2), 2011

estatística. Certamente algunsmétodos e alguns ramos do saber, em função de
fatores historicamente determinantes, foram mais privilegiados que outros na construção de teorias econômicas, seja na condição de parâmetro de credibilidade científica, seja na condição de referencial para analogias.
os pressupostos comportamentais adotados na teoria econômica — sobretudo
na abordagem neoclássica — refletem uma “psicologia econômica”fundamentalmente reducionista porque orientada por postulados de versões exacerbadas do
individualismo metodológico (IM). A racionalidade é exemplo da fragilidade empírica dos princípios sobre os quais se alicerça a teoria microeconômica tradicional.
Assumindo que o comportamento do indivíduo e da firma — enquanto unidades
isomorfas de análise — é norteado por uma racionalidade maximizadora, amicroeconomia neoclássica abre espaço a discussões que não se limitam à esfera do
econômico.
A preocupação com a previsão e com a mensuração dos fenômenos econômicos fez dos métodos quantitativos protagonistas do discurso econômico predominantemente formalista, ficando relegadas à obscuridade acadêmica outras práticas
teóricas e metodológicas que primam pela consistência empírica. É esse o casoda
Psicologia, cujo caráter instrumental jamais desfrutou do mesmo status epistemológico conquistado pelo arcabouço matemático na Economia, ainda que muitas
das variáveis modeladas sejam comportamentais. Tampouco tem sido devidamente reconhecido o fato de ser da própria essência da ciência econômica a compreensão da psicologia humana.
A literatura econômica está repleta de variáveissociológicas, institucionais e
psicológicas. o interesse próprio, as expectativas, a racionalidade, as propensões
marginais a consumir, poupar e investir, o comportamento de manada, a alienação,
o fetichismo da mercadoria, a maximização da utilidade e o “satisfazimento” são
alguns dos termos que reportam à psicologia do controverso homo economicus.
Não obstante, a Psicologia Econômica (PE) é ainda...
tracking img