Psicologia social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4195 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ANHANGUERA - UNIDERP
CURSO DE SERVIÇO SOCIAL
PSICOLOGIA



ANA CRISTINA A. DE SOUSA DIVINO .................................... 1099443355
EDVIRGES M. DE ARAÚJO CARLOS ....................................... 3333540474
FÁTIMA D. TOMASI GOMES ..................................................... 1099444954
LUCINDA MÍSSIO......................................................................... 2304316723
SILENE DA SILVA SANTOS ....................................................... 2321391866




ATPS – ATIVIDADE PRÁTICA SUPERVISIONADA





Campinas
2012

ANA CRISTINA A. DE SOUSA DIVINO.................................... 1099443355
EDVIRGES M. DE ARAÚJO CARLOS....................................... 3333540474
FÁTIMA D. TOMASIGOMES..................................................... 1099444954
LUCINDA MÍSSIO........................................................................ 2304316723
SILENE DA SILVA SANTO.......................................................... 2321391866






ATPS – ATIVIDADE PRÁTICA SUPERVISIONADA


Trabalho apresentado à disciplina Psicologia do curso de Serviço Social da Faculdade AnhangueraEducacional Uniderp Pólo IV como requisito parcial de avaliação da disciplina, sob orientação da tutora à distância Professora Helenrose Ap. S. Pedroso Coelho e Professor Marco Antônio M. Lima Pereira e tutora presencial Professora Eliete Lobo.






Campinas
2012

INTRODUÇÃO

O presente artigo tem por finalidade analisar a invisibilidade social na sociedade de
consumo. Para tanto, estetexto fundamenta-se em relatos acadêmicos e profissionais, que apontam o fato de que a falta de percepção e preconceito levam as pessoas, no que diz respeito a trabalhos manuais, especializados ou não, a não terem o devido reconhecimento dos mesmos. Embora sendo fundamentais e imprescindíveis, são por muitos considerados secundários e que, por serem repetitivos, seriam destituídos decriatividade.


















HUMILHAÇÃO SOCIAL - UM PROBLEMA POLÍTICO EM PSICOLOGIA


Humilhação Social

Devemos apontar a Humilhação Social como uma modalidade de angústia disparada pelo enigma da desigualdade de classes, tendo como principal fator as determinações econômicas e a falta de consciência humana.
Como tal, trata-se de um fenômeno ao mesmo tempo psicológico e político.O humilhado atravessa uma situação de impedimento para sua humanidade, uma situação reconhecível mesmo em seu corpo, gestos, voz, imaginação, e também reconhecível em seu “mundo” no seu trabalho e em seu bairro.
O tema Marxismo e Psicanálise surgiram na Segunda Guerra Mundial em Frankfurt e Paris por fertilíssimos pensadores que atravessaram e ultrapassaram a realidade da época. Os temas daPsicologia Social incidem sobre problemas intermediários, difíceis de considerar apenas pelo lado do indivíduo ou apenas pelo lado da sociedade. É justamente, este o caso para o problema da humilhação social. Esta situação intermediária e a situação ambígua da humilhação, fenômeno externo-interno, é o que nos faz encontrar em Marx e em Freud, respostas essenciais. Tanto Marx atento à determinaçãoeconômica, quanto Freud atento à determinação funcional, ensinou-nos a encontrar além dos mecanismos, um homem em situação inter-humana.


O Morador Impedido

O morador ficou impedido de se viver como antes, não se vive mais em “paisagens naturais” como: a roça, o plantio, a caça, o uso da lenha, do transporte animal e fluvial. O jeito de viver foi modificando, a crença no folclore foi caindo, acultura em nosso país foi mesclada através do ajuntamento das raças humanas.
Às vezes parece que a visão dos bairros pobres é ainda mais impiedosa do que a visão de ambientes arruinados. Não são bairros que o tempo veio corroer ou as guerras vieram abalar, são bairros que mal puderam nascer para o tempo e para a história.
No bairro pobre, há muita perda de bens materiais e morais, pois a...
tracking img