Psicologia social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2403 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
DESENVOLVIMENTO HUMANO - INFÂNCIA



















DESENVOLVIMENTO HUMANO - INFÂNCIA












Trabalho Acadêmico: Resumo dos capítulos:
9 e 12 do livro O mundo da criança - da
Infância à adolescência.












INTRODUÇÃO


O trabalhoconsiste em um resumo dos capítulos 9 e 12 do livro: O mundo da criança – Da infância à adolescência (Daiane E. Papaglia, Sally Wendkos Olds e Ruth Duskin Feldman) que aborda o tema: Desenvolvimento físico e saúde na segunda infância e terceira infância.
























Desenvolvimento físico e saúde na segunda infância
Aspectos do desenvolvimento fisiológico
Nasegunda infância, as crianças ficam mais esguias e altas. Elas não necessitam dormir muito como antes, por esse motivo são mais propensas a desenvolver problemas do sono. Elas correm melhores, pulam com um pé só, saltam, pulam e arremessam bolas. São mais hábeis ao amarrar sapatos, ao desenhar com lápis, demonstram sua preferência por usar ou a mão direita ou a mão esquerda.
Crescimento e mudançascorporais
Entre os três e os seis anos, as crianças crescem rapidamente, porém menos do que no nascimento até os três anos. Por volta dos três anos, começam a ter a aparência delgada e atlética da infância. Na proporção em que os músculos abdominais se desenvolvem, a barriga da criança vai diminuindo. O tronco, os braços e as pernas ficam mais compridos. A cabeça ainda é relativamente grande, masas outras partes do corpo tendem a alcançar medidas cada vez mais parecidas às do adulto.
Os meninos e as meninas normalmente crescem de 5 cm a 7cm e ganham 1,8 a 2,7 kg. Por ano durante a segunda infância.
O crescimento muscular e ósseo progride, tornando as crianças mais fortes. A cartilagem transforma-se em osso com mais rapidez, e os ossos ficam mais fortes, proporcionando a criança umapostura mais firme e protegendo os órgãos internos. Essas mudanças são coordenadas pelo cérebro e pelo sistema nervoso ainda em processo de maturação, promovendo o desenvolvimento de diversas habilidades motoras. O aumento agora mais intenso da capacidade dos sistemas respiratório e circulatório proporciona força física e, com o sistema imunológico em desenvolvimento mantém a criança mais saudável.Nutrição: prevenindo a obesidade
A partir dos dois anos, uma dieta saudável é equivalente à dos adultos.
A tendência ao sobrepeso pode ser hereditária, mas os principais fatores que levam a obesidade são ambientais (AAP, 2004). O excesso de peso depende da ingestão calórica e da falta de exercícios (AAP Committee on Nutition 2003). À medida que o crescimento fica mais lento, as crianças emidade pré-escolar necessitam de menos calorias do que antes, sendo que seus padrões de alimentação tornam-se mais influenciados pelo ambiente.
A prevenção da obesidade nos primeiros anos, quando em geral, o ganho de peso excessivo, é fundamental.
Subnutrição
A subnutrição é a principal causa de mais da metade de todas as mortes dos 5 anos ( Bryce, Boschi-Pinto, Shibuya, /Black e i Who ChildHealth Epidemiology Reference Group, 2005).
Uma vez que as crianças subnutridas em geram vivem circunstâncias de extrema privação os efeitos específicos de desnutrição podem ser difíceis de terminar. Entretanto se consideradas em conjunto, essas privações podem prejudicar não somente o crescimento e o bem estar físico, mas também o desenvolvimento cognitivo e psicossocial.
Saúde bucal
Aos trêsanos, todos os dentes primários, estão no lugar, e os dentes permanentes que aparecem mais ou menos aos seis anos, já começam a se desenvolver.
A cárie dentária na segunda infância é decorrente do consumo excessivo de leite e sucos no primeiro ano de vida somado a falta de cuidados regulares com os dentes.
Padrões e problemas do sono
Os padrões de sono mudam durante os anos de crescimento (...
tracking img