Psicologia social 2 sobre aplicações da psicologia social pag 407

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4645 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ATIVIDADE AVALIATIVA QUESTIONÁRIO DE FUNDAMENTOS HISTÓRICOS, TEÓRICOS METODOLÓGICOS DO SERVIÇO SOCIAL.
ALUNA : LAURINETE RODRIGUES DA CUNHA RA :268481
RESPOSTAS
TEMA 1 - QUESTÃO 8
“Um regime ditatorial-terrorista” marcou profundamente a constituição de um “país novo” partindo de uma nova tendência de desenvolvimento político eeconômico. A essa nova configuração, que se apresentou no Brasil a partir de abril de 1964, ele chama de autocracia burguesa.

A autocracia que se consolidou no País pode ser assim chamada pela característica de poder ilimitado e absoluto, perceptível diante do caráter de aniquilamento de qualquer característica democrática que pudesse estar presente no período anterior, principalmente entre o final dadécada de 1950 e o início da de 1960.
O contexto mundial no qual estava inserido o Brasil, desse período, é preciso que seja reconhecido. Havia uma movimentação, muitas vezes contraditória, no contexto internacional. Uma sucessão de golpes de Estado e um fortalecimento do processo de desenvolvimento do capitalismo mundial, que segundo o autor era fortalecido pelo fi nanciamento norte-americano,apresentando-se como uma ameaça para algumas classes brasileiras: em especial a burguesia que constituía a classe dominante no momento. Com esse contexto, podem-se observar alguns movimentos de libertação nacional e social, partindo especialmente das chamadas classes mais populares que colocam em risco o domínio burguês no País. Diante do panorama em questão é que se organiza a chamada“contrarevolução preventiva”, tendo como justificativas principais: a desarticulação da possibilidade de revolta das massas, a organização de um governo forte e coeso, além de uma defesa da chamada “segurança nacional”. Muitas vezes, essa segurança significava proteger o povo da organização do próprio povo. Algo que é constante na história brasileira da exclusão das massas no processo de desenvolvimentopolítico e econômico surge como um fi o condutor. Essa exclusão que se dá principalmente no processo de direcionamento da vida social.

Segundo Netto (2010), a manutenção da população isenta de uma organização massificada contribuiu para a
eclosão do golpe, que apresentava, como bandeira, a proteção da nação de qualquer investida das formas de
governos coercitivos e totalitários. É possível perceberque desde o governo de Goulart (presidente anterior ao golpe de 1964), alguns expoentes ligados aos movimentos de massa e manutenção de liberdades políticas, no País, receberam responsabilidades governamentais, possibilitando uma nova dinâmica para o desenrolar político de então.
Surge, nesse momento, uma ampliação no que diz respeito à mobilização de camadas e organizações populares
no Brasil.Esse contexto, chamado de pré-golpe, aliado aos acontecimentos internacionais, gerou a motivação do
processo que se inicia com a tomada de poder pelos militares, em abril de 1964.

Netto (2010, p. 25) apresenta a afirmativa de que “o que o golpe derrotou foi uma alternativa de desenvolvimento
econômico-social e político que era virtualmente a reversão do já mencionado fi o condutor da formaçãosocial brasileira”. Partindo dessa afirmação, é possível o entendimento de que o movimento para o golpe militar
surge realmente a partir de uma ação em contraposição à possibilidade do surgimento de movimentos de massa.
Nesse contexto, surge uma busca constante de controle sobre o chamado “mundo da cultura”, comportamento
este apresentado diante de um conjunto de medidas que tentavam apreendertodos os aspectos de desenvolvimento
e expressão da cultura. Em nota de rodapé, Netto afirma que a expressão “mundo da cultura”, divulgada especialmente por alguns marxistas italianos, denota, à diferença do que se reenvia com aquela de “mundo do trabalho”, o contraditório, rico e diversificado complexo de manifestações, representações e criações ideais que se constitui nas sociedades...
tracking img