Psicologia pastoral

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1733 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TRABALHO DE PSICOLOGIA PASTORAL

A psicologia pastoral, na sua essência e na sua tarefa, é ciência auxiliar da teologia pastoral e, como esta serve diretamente à assistência espiritual e prática. A psicologia pastoral pode definir-se, noutras palavras, como ciência psicológica enquanto oferece os conhecimentos psicológicos necessários a assistência espiritual.
Como a assistência espiritual tempor objeto a alma humana, o pastor de almas agirá com tanto mais sucesso, quanto mais conhecer a alma. O pastor e o educador que não se identificarem, com a alma nas suas peculiaridades e condições e não as compreenderem saberão bem pouco de suas profundas misérias e necessidades, para poder remediá-las; de seus defeitos e obstáculos; de suas tendências e prerrogativas, para poder realizá-las.Faz lembrar o semeador que lança a semente preciosa ao vento. Não tem sido esta, às vezes, nossa atitude? Fé límpida e a melhor das vontades por parte do pastor, trabalho ininterrupto, dia e noite, todavia sem fruto!
Falta de clarividência e de tato pedagógico, de compreensão das almas e dos tempos. “Vós, teólogos, não nos compreendeis era muitas vezes a sentença conclusiva de quem precisava denós e de quem nós precisamos” (L. Bopp)”.
Olhando desse ponto de vista, devemos admirar como a ciência da alma humana, do caráter, do temperamento, das peculiaridades da vida psíquica segundo a idade, o sexo e as condições de vida tenha parte tão pequena na instrução dos teólogos e dos pastores de almas. É verdade que, nos últimos, tempos, no quadro das disciplinas, filosóficas que precedem osestudos teológicos propriamente ditos, concedeu-se um lugar à 'Psicologia experimental', mas isso não satisfaz plenamente as exigências da assistência espiritual.
Devemos concordar com o que diz Rbaban Liertz: “Com toda a psicologia experimental avizinhamo-nos bem pouco da exploração da vida psíquica, propriamente dita”. Não podemos ignorar existirem não poucos pastores e educadores que, apesar detrabalharem a longos anos no cuidado das almas, conhecem mal os homens. As razões são muitas. Uma, porém, consiste na falta de introdução adequada, na compreensão da vida psíquica humana durante o período da preparação profissional. Com o mesmo direito, senão maior, com que se introduzem os futuros pastores nos conceitos basilares da Sociologia pastoral e da economia política, devem exigir-se liçõesde Psicologia pastoral, no programa de estudos teológicos, uma instrução a fundo sobre questões de psicologia, e justamente com critérios bem diversos, mais práticos do que os que se realizam no estudo da psicologia experimental, é absolutamente necessária para o futuro pastor de almas; de qualquer modo, mais necessária que tantas “matérias secundárias”, cujo conhecimento se exige hoje dosestudantes de teologia.
“A psicologia pastoral é lacuna que espera ser preenchida” (Bopp). São estas as palavras com que o conhecido teólogo de Friburgo aponta a necessidade da exposição dos problemas da psicologia pastoral.
Diante da urgência desta ciência auxiliar teológico-pastoral justifica-se a pergunta: por que até hoje não se chegou ao tratamento sistemático de uma psicologia pastoral, apesarde todos os trabalhos preliminares e parciais? A razão talvez derive da natureza dos problemas a tratar, os quais, achando-se à margem do campo científico, suscitam discussões quanto a pertencerem ao campo do teólogo ou do psicólogo. E, de fato, na prática concreta, muitas vezes é difícil decidir se um psicopata deve tratar-se com o confessor ou com o psiquiatra.
Outro motivo da falta de exposiçãosistemática de psicologia pastoral talvez fosse possível reconhecer na falta de que se ressente muitas vezes o cientista da necessária experiência do assistente espiritual, enquanto ao pastor prático falta em geral tempo para se ocupar dos resultados científicos da psicologia moderna. Além disso devemos confessar que, até pouco tempo, também a psicologia tinha descurado não poucos problemas do...
tracking img