Psicologia juridica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (443 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Cursos Online

Carlos Henrique Alves Martinez

Curso de Psicologia Jurídica

RedaçãoFinal

Texto Científico

Introdução:

A Psicologia Jurídica é na realidade, uma psicologia do direito, voltada para atender o campo da ciência jurídica. Atende aodireito mas não e nunca criticando o mesmo, e assim auxiliando o direito no desvendamento dos casos, descobrindo o por que o comportamento humano assim ocorreu.
Então o direito serve-se dapsicologia, para melhor aplicar o direito ao caso concreto, desvendando se o comportamento é normal ou não, e por que ele se apresenta daquela forma naquela situação, tida agora como jurídica.
A psicologiajurídica é a psicologia que ajuda o direito a tingir seus fins, nesta seara trata-se de uma ciência auxiliar do direito, e não aquela que o questiona.
Do exposto chegamos a conclusão introdutória, que apsicologia jurídica não é ciência autônoma, e nem tampouco disciplina livre e solta do direito, mas uma auxiliar do direito.



Desenvolvimento

Assim a psicologia jurídica atinge vários ramosdo direito, como no direito de família, em que na separação e no divórcio, vai detectar o por que de certos comportamentos do casal, como entender o caso, pode existir uma reconciliação, pode existiruma conciliação para conversão do divórcio ou separação em amigável, ao invés de manter-se em litígio.
Na regulamentação de visitas ainda no direito de família, na guarda e na adoção, existe manancialenorme de problemas emocionais, como o ciúme, a raiva, o medo, o ódio e etc,..... Podendo surgir por fim no direito de família a SAP – Síndrome de Alienação Parental que ocorre quando um dosconsortes na separação coloca o(s) filho(s) contra o outro consorte de forma sistemática, de forma patológica e doentia.
Já no direito penal, outra grande atuação da psicologia jurídica, aonde entra o...
tracking img