Psicologia gestalt

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1854 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
BEHAVIORISMO

Pode-se dizer que o primeiro behaviorista explícito foi John B. Watson (considerado o pai do behaviorismo), que em 1913 lançou um manifesto conhecido como “A Psicologia vista por um behaviorista”.
Ele não estava propondo uma nova ciência, mas sim defendendo a ideia de que a Psicologia deveria ser redefinida como uma ciência que estuda o comportamento. Grande parte dos psicólogosda época acreditava que seus estudos baseados em processos mentais que ocorriam em um mundo mental consciente estavam plenamente adequados ao estudo da Psicologia. Obviamente não estavam dispostos a concordar com as ideias de Watson. "Sendo o behaviorismo um conjunto de ideias sobre essa ciência chamada de análise do comportamento, e não a ciência ela própria, o behaviorismo não é propriamenteuma ciência, mas uma filosofia da ciência. Como filosofia do comportamento, entretanto, aborda tópicos que muito prezamos e que devemos e não devemos fazer. Oferece uma visão alternativa que muitas vezes vai contra o pensamento tradicional sobre o agir, já que as visões tradicionais não têm pautado pela ciência." (BAUM, 1999. p.21). Há estudos que datam da Idade Média que tratam de maneiras de seexplicar o comportamento dos indivíduos. Segundo Maria Amélia Matos o homem é concebido de duas naturezas, uma divina e uma material, ou uma mental e uma física. Em sua natureza mental, conhecida também como mentalismo, as ideias ou imagens se fariam somente através da introspecção, através de um autoexame da consciência, seriam reveladas através de uma ação, gesto ou palavra. O behaviorismo surgiuem oposição ao mentalismo. Watson o criador do behaviorismo, acreditava que poderíamos fazer daquilo que podemos observar um ramo de estudo da Psicologia, assim se explica a expressão “oposição ao mentalismo”, realizar experimentos e tirar conclusões através da observação do comportamento. Por isso a observação é um ponto fundamental para o behaviorismo, através dela se pode estudar ocomportamento, seu objeto de estudo. As causas do comportamento não vêm da mente e sim de algo externo ao organismo, como o ambiente, um estímulo. Se uma pessoa chega a um ambiente em que ele se identifique, que se sinta bem, com as pessoas, a cor do ambiente, a luz e até o assunto que é tratado lá, é claro que ele se sentirá à vontade. Neste caso fica claro que o ambiente influenciou no seu bem-estar. Ocomportamento é produto da incitação, sugestão do estimulo. Entre os fatos de que dispunha relativos ao comportamento, estavam os reflexos e os reflexos condicionados, reflexos são respostas ou reações involuntárias e inconscientes que nosso organismo prontamente apresenta a certas estimulações ou excitações, que foram exploradas por Watson ao máximo. O reflexo sugeria um tipo de causalidade mecânicaque não era incompatível com a concepção que, o século XIX tinha de uma máquina. A mesma conclusão fora dada pelo trabalho do filósofo russo Ivan Petrovich Pavlov, que ganhou o Prêmio Nobel de Medicina, pelo seu trabalho sobre a atividade digestiva dos cães. Pavlov descobriu que os cães não salivavam apenas ao ver comida, mas também quando associavam algum som ou gesto à "chegada de comida", naocasião em que recebia o alimento, a secreção salivar era abundante. Nisto consiste o reflexo salivar que é natural no cão, esses reflexos acontecem também com nós seres humanos: quando colocamos alimento na boca nossas glândulas salivares produzem saliva, esse é o reflexo salivar; quando uma partícula de poeira atinge nossos olhos, as glândulas lacrimais expelem lágrimas, esse é o reflexo lacrimal.A este fenômeno de associação ele denominou de condicionamento clássico. A partir das descobertas de Pavlov, houve um fortalecimento da investigação empírica da relação entre o organismo e o meio. Watson naturalmente destacou os resultados mais passíveis de reprodução que pôde descobrir, e muitos deles foram obtidos com animais os ratos brancos da Psicologia animal e os cães de Pavlov. Parecia...
tracking img