Psicologia do trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2524 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

Neste trabalho, estaremos abordando o conhecimento de Robbins (0000) acerca do comportamento organizacional, definindo-o, e apontando sua importância no ambiente organizacional do trabalho, principalmente das empresas de serviços.
Como a psicologia preocupa-se com o bem estar, as relações interpessoais e a qualidade de vida, consideramos que no ambiente do trabalho, ela demonstragrande importância. Muitos seres humanos vivendo na nossa sociedade atualmente passam a maior parte do dia no trabalho, onde estão sujeitos a este comportamento organizacional; Por isso precisamos compreender como se dão estas relações, como afetam os indivíduos, sejam eles subordinados ou superiores, e como nós, futuros psicólogos, podemos atuar no contexto organizacional promovendo a saúdepsicológica, mental e social.

O trabalho dos executivos nas empresas de serviçosAtualmente, devido à pesquisas que comprovam a importância das habilidades interpessoais na produção e no trabalho, muitas empresas buscam funcionários não apenas com as capacitações técnicas necessárias, mas também com capacitação em relacionamentos interpessoais. Os chamados “funcionários de alto desempenho”possuem conhecimentos técnicos e interpessoais.
De acordo com Robbins (0000), o principal motivo pelo qual um funcionário permanece em seu emprego não são os benefícios financeiros, mas a qualidade do trabalho e o apoio interpessoal que recebem. Isto reforça a ideia da importância das relações interpessoais no ambiente de trabalho. O autor aponta uma pesquisa, realizada nos Estados Unidos peloCenter of Creative Leadership de Greensboro, Carolina do Norte, que revela que cerca de 40% das contratações de executivos no país resulta em fracasso em um prazo de 18 meses, devido à falta de capacitação dos executivos para relacionamentos interpessoais.
Em seu texto, Robbins (0000) aponta que os executivos são profissionais cujo trabalho é atingir objetivos através do trabalho de outras pessoas.Eles administram, assim, vários aspectos do trabalho, incluindo as relações entre os membros de uma organização. A organização, por sua vez, caracteriza-se por conter pessoas que possuem os mesmos objetivos. Isto indica que não apenas empresas são organizações, mas também escolas, igrejas etc.
Como os executivos são muito diferentes e trabalham em diferentes organizações, nos concentraremos nosexecutivos das empresas de serviços e indústrias.
Henri Fayol classificou cinco funções gerenciais dos executivos: planejar (definir os objetivos da organização e estabelecer estratégias hierarquicamente organizadas para alcançá-los), organizar (determinação das tarefas a serem realizadas e quem as realiza, de que forma serão avaliados os resultados); comandar e coordenar (hoje são unidos em apenasuma função, a de liderança, que implica motivar os trabalhadores, comunicar-se com eles e criar formas de relacionamento eficientes para a organização) e controlar (monitoramento e avaliação das atividades). (Robbins, 0000)
Já Henry Mintzberg classifica as funções dos executivos em dez papéis, divididos em três tipos diferentes: as funções do tipo interpessoal incluem agir como figura de proa(simbolizar liderança), ser líder e realizar a ligação (unir os membros do grupo); Já as funções do tipo Informação incluem monitorar, disseminar informações e ser o porta-voz; Para as funções do tipo decisão, temos a de empreendedor, de gerenciador de turbulências, alocador de recursos e negociador. (Robbins, 0000)
Também podemos explicar o que fazem os executivos através das habilidades que...
tracking img