Psicologia do desenvolvimento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1133 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Trabalho de Fichamento: Livro de Desenvolvimento

A Criança e a escola.

... “ Mesmo hoje, quando muitas crianças freqüentam a pré-escola, o ingresso na 1ª série, muitas vezes, é aguardado com mistura de avidez e ansiedade. O primeiro dia na escola “ de verdade” é um marco – um sinal dos avanços internos que possibilitam essa nova condição.” Página 382.

...”A experiência da 1ª sérieprepara as bases para toda carreira escolar de uma criança.” Página 382.

...”Como muitos outros estudos, o (EEI) Estudo Escolar Inicial constatou que as crianças de famílias com ambos os pais se saíam melhor do que crianças de famílias de pais solteiros, aparentemente por causa das disparidades econômicas.” Página 383.

Brincar: O negócio da 2ª infância.

...” Brincando, as crianças estimulam ossentidos, aprendem a usar os músculos, coordenam a visão com o movimento, adquirem domínio sobre seus corpos e novas habilidades. Por meio de faz de conta, experimentam papéis, enfrentam emoções desconfortáveis, adquirem compreensão dos pontos de vista das outras pessoas e constroem uma imagem do mundo social. Desenvolvem habilidades de resoluções de problemas, experimentam a alegria dacriatividade e tornam-se mais proficientes na língua”. Página 328.

... “ Os pré – escolares brincam de formas diferentes nas diversas idades. Cada criança tem um estilo diferente de brincar, e elas brincam com coisas diferentes. Os pesquisadores categorizam o brincar das crianças por seu conteúdo (o que as crianças fazem quando brincam) e sua dimensão social (se brincam sozinhas ou acompanhadas).” Página328.

Maneiras de Brincar

...” Brincar de faz de conta é uma das quatro categorias do brincar que Piaget e outros identificaram como evidenciando níveis crescentes de complexidades cognitiva (Piaget,1951; Smilansky, 1968). A forma mais simples, que começa durante o primeiro ano de vida, é o jogo funcional, envolvendo movimentos musculares repetitivos tais (como rolar ou quicar uma bola). Amedida que as habilidades motoras gerais aperfeiçoam-se , as crianças correm, pulam e saltam com um ou dois pés, arremessam e miram. Chegando ao fim desse período e iniciando – se a terceira infância, uma forma de brincar mais impetuosa, envolvendo lutas, chutes e ás vezes perseguições, torna-se mais comum; esse tipo de brincadeira, ás vezes, é confundido com comportamento agressivo.” Página 328.....” O segundo nível de complexidade cognitiva manisfesta-se no jogo construtivo de crianças pequenas e pré – escolares (utilizando objetos ou matérias para fazer alguma coisa, como uma casa de blocos ou um desenho com giz.”Página 329.

... “ O jogo de faz de conta também é chamado de jogo da fantasia, jogo dramático ou jogo imaginativo, repousa na função simbólica, a qual surge próximo aofim da etapa sensório – motora (Piaget,1962).” Página 329.

...” Estima-se que 10% a 17% das brincadeiras dos pré – escolares e 33% das brincadeiras dos alunos de pré- escola são jogo de faz de conta, muitas vezes, utilizando bonecas e acessórios reais ou imaginários, como um bloco usado como telefone.(Bretherton, 1984; Garner, 1998; Johnson, 1998; Rubin, Fein e Vandenberg, 1983). As criançasque costumam brincar imaginativamente tendem a cooperar mais com as outras crianças e a ser mais populares e mais alegres do que as que não brincam assim (Singer e Singer, 1990)”. Página 329.

A Dimensão Social do Brincar

...” Parten constatou que, á medida que as crianças ganham idade, suas brincadeiras tendem a se tornar mais interativas e mais cooperativas. Inicialmente brincam sozinhas,depois ao lado de outras criançase, por fim, juntas.” Página 329.

...” O brincar não –social; não diminui necessariamente ao longo dos anos para ser substituído pelo brincar social; em vez disso; crianças de todas as idades envolvem-se em todas as categorias de atividades lúdica de Parten. Embora a atividade solitária ativa torne-se menos comum entre ao 3 e 6 anos, a atividade solitária...
tracking img