Psicologia do desenvolvimento i

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2133 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Teoria Pscicosexual de Freud
Desenvolvimento da personalidade ocorre nos 1ºs anos de vida.
A mente humana está dividida em 3 partes:
- Consciente: ALTER-EGO/SUPER-EGO – Princípio da Moralidade
- Subconsciente: EGO – Principio do Realidade (mediador e actua como mecanismo de defesa)
- Inconsciente: ID – Principio do Prazer

Freud acreditava que o desenvolvimento da personalidade humanadepende da “parte” sexual da criança.

FASE ORAL (0 aos 8 meses):
Boca, lábios, língua (meio de prazer) e tensão sexual do ID (morder, sucção, deglutição) o seio da mãe é o 1º contacto com o mundo e por isso levam tudo à boca.

FASE ANAL (18 meses aos 3 anos)
Fontes de tensão sexual/prazer – Ânus. Por um lado consegue controlar o esfíncter, o que é gratificante para a mãe.

FASE FÁLICA (3 anosaos 6 anos)
Fontes de tensão sexual/prazer – Órgãos Genitais. Começam a verificar as diferenças entre os géneros, e Freud pensava que as meninas eram insatisfeitas porque pensavam que quando nasceram lhe foi cortada a “pilinha” (Complexo de Castração). Por isso meninas apresentam maior ligação com o pai e os meninos com a mãe (Complexo de Édipo)

FASE DE LATÊNCIA (6 anos ate à puberdade)
Seaté estas 3 fazes havia um objecto sexual, agora está praticamente inactivo e é canalizado para as actividades sociais (Formação do Superego: estão instaladas as regras sociais, começam-se a formar as funções executivas).

FASE GENITAL (da Puberdade até à idade adulta)
Vai dar-se não só a punção sexual, mas sim a procura de intimidade no outro, ocorre também a procura interpessoal do amor. Ospais deixam de ser alvo de tensão sexual e passa para o outro, há assim um corte com as tensões sexuais em criança.










Em Resumo:

Teoria Psicossexual de Freud

- A sua base é a psicanálise.

1. Personalidade: Acredita que a construção da personalidade passava por pulsões sexuais. Pulsões sexuais – Libido

2. Estruturação da mente humana:
- Super Ego
- Ego- ID

3. Estados:
- Oral: Boca, lábios, língua (sucção, deglutição e morder). 1º contacto com o mundo externo.
- Anal: Ânus (controlo esfincteriano). Impulsos contraditórios (para agradar a mãe ou por raiva)
- Fálica: Genitais (excitação e estimulação). Diferenças anatómicas. Complexo de Édipo/Electra.
- Latência: Inactividade da pulsão sexual, estas são canalizadas paraactividades sociais – surge o super ego (funções executivas)
- Genital: Intimidade/Procura do amor




TEORIA COGNITIVA DE PIAGET

Piaget acreditava que o que nos distingue de outros animais é a capacidade de pensamento simbólico e abstracto. Acreditava que a maturação biológica era uma pré condição para um bom desenvolvimento cognitivo.


[pic]




Fases/Estádios:

SENSÓRIO-MOTOR (0 aos2 anos)
Surge a 1ª fala. Aquisição de linguagem até à frase simples. Surge uma aprendizagem de coordenação motora elementar. Desenvolvimento da percepção. Compreensão de regras Sim e Não. Iniciam-se as preferências afectivas.

PRÉ-OPERACIONAL (2 aos 7 anos)
Já é capaz de ter coordenação da motricidade fina (movimentos com pormenor e precisão). Há um domínio total da linguagem. Surgem asbrincadeiras individualizadas.

OPERAÇÕES CONCRETAS (7 aos 11 anos)
Capacidade de usar a lógica, já consegue fazer operações básicas de matemática, gramaticais, assim como dados históricos e geográficos. É capaz de se auto-analizar. Capacidade de planeamento (chegar a um determinado objectivo já sabe planear o que vai ter de fazer). Capacidade de julgamento moral próprio (sabe o que é correcto enão). Inicia-se a capacidade empática (pôr-se no lugar do outro).

OPERAÇÕES FORMAIS (a partir dos 11 anos)
Capacidade de operações matemáticas mais abstractas. Consegue fazer caracterizações mais abstractas. Começam a trabalhar hipóteses.

Piaget acreditava que o desenvolvimento da sexualidade só se dá a partir dos 11 anos com a entrada na puberdade, ao contrário de Freud que acreditava na...
tracking img