Psicologia do consumidor

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1995 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Valores e Princípios
* Na conduta pessoal: dignidade, caráter, integridade e espírito mackenzista.
* No relacionamento interpessoal: lealdade, respeito mútuo, compreensão, honestidade e humildade.
* No exercício da atividade profissional: ética, competência, criatividade, disciplina, dedicação e disposição para o trabalho voluntário.
* No processo de decisão: busca de consenso, dejustiça, de verdade, de igualdade de oportunidades para todos.
* No relacionamento entre órgãos colegiados, unidades e departamentos: cooperação, espírito de equipe, profissionalismo e comunicação adequada.
* No relacionamento com outras instituições: responsabilidade, independência e transparência.
* Na sociedade: participação e prestação de serviços à comunidade.
* E, em todasas circunstâncias, agir com amor que é o vínculo da perfeição.

O QUE SERIA, ENTÃO, POLÍTICA E PODER?
* Conceito de política
* A palavra política origina-se do grego. O prefixo polis - indica a cidade.
* Cidade, não no sentido de um aglomerado humano qualquer, mas uma cidade soberana, onde se apresentam como fundamentos essenciais:
* 1) Uma magistratura;
* 2) Um conselhosuperior;
* 3) E uma assembléia de cidadãos (ágora).
A polis indicava, na Grécia antiga, a existência de uma sociedade dotada de auto-governo.
Governo escolhido pelos próprios integrantes da comunidade
.A estruturação da polis, com este perfil, ocorreu no decorrer dos tempos, iniciado nos governos tirânicos, até à consolidação da polis democrática, como a que temos hoje.
 A polisdemocrática é representada, na história clássica, pela cidade de Atenas (cerca de 400 a.C.).
No entanto, diz Robert Dahal:“Como o fogo, a pintura ou a escrita, a democracia parece ter sido inventada mais de uma vez, e em mais de um lugar”.
Basta, para tanto, refletir sobre a vida política no Brasil, com suas muitas constituições.Pode-se dizer, a grosso modo, que polis e civitas indicam a existência deuma comunidade politicamente organizada.
Política, portanto, é a ciência e a arte da conquista.
É o exercício e a preservação do poder, que visa a condução racional de pessoas, e a administração de bens.
impossível as pessoas viverem sem a utilização da política como arte do convívio.
As pessoas não sobrevivem isoladamente e, portanto, precisam se comunicar umas com as outras e, assim, obteremespaços e conquistas individuais e coletivas, para si, e para os demais de seu grupo.
 Constata-se, neste passo, que as pessoas vivem sempre debaixo de uma obrigação: a obrigação de exercitarem ações que permitam a convivência entre os humanos.
 A política é, pois, uma realidade humana que se desenvolve num processo contínuo de conflitos, na busca de consensos transitórios.
 A política, nassociedades, é sine qua non.

Conceito de poder
Política e Poder são termos indissociáveis, que indicam uma só e mesma realidade.
O poder - incluindo a prerrogativa de mandar, impor, dar ordens e exigir cumprimento, é palavra que conserva prestígio através dos milênios.
 Em escritos revelados ou de natureza profana, encontra-se a idéia de poder e as maneiras de seu exercício.
 O poder e asformas de atingi-lo foram examinadas por personalidades puras e por figuras com traços de cinismo.
 Exemplo das duas situações: Agostinho, na alta Idade Média, e Maquiavel, em plena Renascença.
 

Na Idade Média, poder e religião encontravam-se perfilhados.
O altar e a espada apresentavam unidade indissolúvel.
A Igreja Romana, por seus papas, coroava reis e imperadores e, com esta ação,preservava o poder político sobre toda a cristandade.
Este costume de coroação de reis e imperadores pelos papas, estendeu-se por longo período, atingindo os tempos modernos.
No entanto, já na Renascença, etapa histórica subseqüente à Idade Média, quando são procuradas veredas novas para o pensamento humano, rompe-se a hegemonia do papado sobre a cristandade e, entre os momentos marcantes do...
tracking img