Psicologia da saude e dor lombar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (401 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resenha Crítica


Resumo
Hipocrates (médico grego),tinha a ideía de que o corpo e a mente eram interligados,e que quando um deles era afetado comprometia o outro.
Com muitos estudos na área da saúdefoi detectado que as doenças psíquicos e biológicos,eram dependes também de fatos sociais ,e que para o bem-estar das pessoas ,entres outros,tinha que compeender esses três fatores.
Para Areias(1999), o indivíduo é ou não é doente e que também a saúde está relacionada com a estritura social.
Gioia-Martins e Rocha (2001), entende que a saúde e a doença trazem uma carga histórica, cultural,política e ideológica. E que para entender o homem têm que ocorrer uma revisão dos valores culturais.
Matarazzo (1980), reavalia vários conceitos médicos que contribui para um aumento considerável do númerode cientistas sociais e comportamentais relacionadas com a doença fisíca e a saúde. Para o autor, a psicologia contribui na prevenção, controle e tratamento de diversas patologias que afetam a saúdefísica.
Para considerar o contexto biopsicossocial tem que estar acompanhado por práticas clínicas e referenciais teóricos para sua sustentação. Os psicológos da saúde tem que estar atualizados e serprofissionais qualificados.
A lombalgia, constitue na segunda causa mais freqüente de procura por serviços de saúde.
Para o autor, a dor lombar é considerada como um dos maiores problemas em saúde,tanto para elucidação do diagnóstigo como para os procedimentos terapêuticos, causando sofrimento para os pacientes e elevados custos para a comunidade.
Para Rainville (1996) os impactos ocupacional,familiar e social provocados pela persistência dos sintomas podem produzir estresse e resultar em comportamentos anormais em relação à doença.
Para Vitta (1996) a lombalgia é uma doença de etiologiacomplexa gerada tanto por problemas físicos como emocionais. Os fatores de risco mais comuns incluem estresse, angústia, ansiedade, traumas, história prévia de dor lombar, fatores biomecânicos, tipos...
tracking img