Psicologia da educação

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2201 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ANHANGUERA – UNIDERP – CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA


POLO MACE

PEDAGOGIA


PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO


CLAUDIO ALVES DA SILVA RA 375354
CLEONICE COELHO PEREIRA DE ALBUQUERQUE RA 383515
SUELI DE MELO SILVA RA 386383



HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO EM GERAL
SIGMUND FREUD, JEAN PIAGE, HENRI WALLON E LEV S. VIGOTSKI


PROF.ª MA. HELENROSE A DA S. PEDROSO COELHOCAMPO GRANDE, 14 SETEMBRO DE 2012.

“UM PANORAMA DAS CONTRIBUIÇÕES DE ALUNS TEÓRICOS CLÁSSICOS DA PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO”






Vamos aprender como funcionam a pratica da Psicologia da Educação, pois o objetivo dessa pesquisa é analisar sobre os teóricos que tiveram importância na contribuição da Psicologia da Educação e conhecer cada um deles.SIGMUND FREUD, E SUAS ATRIBUIÇÕES PARA A EDUCAÇÃO.

Sigmund Freud é considerado o pai da psicanálise, nasceu no dia 06 de maio de 1856 em Freiberg, na pequena cidade de Moravia, sua família era numerosa e seus pais judeus. Especializou-se em neurologia e nos estudos do inconsciente humano.
O psicanalista tratava de pessoas com perturbações edistúrbios nervosos, onde usava a terapia como tratamento, suas investigações levaram a modificar essa técnica. O método de Freud era estabelecer com seus pacientes conversas comentários dados ao inconsciente de cada ser humano, ele analisava tudo em seus pacientes.
Freud achava que existiam os impulsos humanos que foram reprimidos como, por exemplo, os instintos sexuais e desejos que cada um tem que asexualidade não surgia no iniciam da puberdade que era um absurdo naquela época.
Freud afirma também que muitos dos desejos sexuais foram reprimidos ainda quando criança, todos tem esse desejo, faz parte do inconsciente do ser humano chamado id, onde guardamos tudo que foi reprimido. Existe uma função reguladora chamado de ego para percebermos que não podemos fazer tudo que quisermos, e o superegoque diz o que devemos fazer.
Existem três pilares da psicanálise, a censura que e o superego e inibe os instintos do inconsciente, mas nem sempre isso ocorre, existe um disfarce manifestando os sintomas neuróticos no ser humano. Ele dizia que reprimir a sexualidade infantil, poderá acarretar problemas de origem psicológica quando adulto.
Freud relaciona a educação com a sexualidade paraestimular a pratica intelectual de cada um, busca cada vez mais entender o inconsciente do ser humano, dizia que não somos donos da nossa mente, ele descobre também as fases da sexualidade que é desenvolvida desde primeiros anos de vida.


FASES DO DESENVOLVIMENTO SEXUAL


Freud descobre as fases da sexualidade que é diferenciada pelos órgãos que sente prazer e pelos objetos que dão prazer. Essasfases se desenvolvem nos primeiros anos de vida e os cinco a seis anos, ligadas ao desenvolvimento do id:
1. A Fase oral, quando o desejo e o prazer e sentida pela boca na ingestão de alimentos e o seio materno, a mamadeira, a chupeta, os dedos são objetos de prazer;
2. A Fase anal, quando o desejo e o prazer são sentidos nas fezes, assim como brincar de massas e tintas, sujar-se são objetos deprazer.
3. A Fase fálica, quando o desejo e o prazer e sentida nos órgãos genitais e nas partes do corpo que excitam.
4. A fase latência, quando a criança esta em processo de habilidades, valores morais e papeis culturalmente aceitos, pelos impulsos sexuais devido a pratica de atividades assim como a leitura, a escrita e atividades artísticas; e no período escolar, onde não se fala sobre osimpulsos sexuais devido aos papeis morais da educação.
Quando Freud trata da sexualidade infantil, ele relata que as crianças devem receber educação sexual logo que se interessar pelo assunto, os professores devem falar claramente sobre o assunto sem repressão e saber orientar as crianças com atividades intelectuais.
Freud, dizia que a educação foi sua ferramenta fundamental por três motivos:...
tracking img