Psicologia da aprendizagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1271 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de outubro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto

Em conformidade com alguns autores que estudam atenciosamente sobre a afetividade relacionada à aprendizagem, entende-se que a esta é de estrema importância para o indivíduo. Esta resenha tem por objetivo pontuar ideias defendidas por autores que comprovam esse fato e defende que se uma criança usufrui de ótima relação familiar e tem a autoestima elevada ao seu favor, certamente amesma não encontrará muitas barreiras em seu aprendizado. Os autores correlacionam a afetividade com o cognitivo, emoções, professor-aluno e áreas afins, já que é de extrema importância quando uma pessoa está começando a fase do aprendizado.
Ricardo José¹ em seu artigo² mostra que Henri Wallon incita que para a criança se desenvolver ela precisa viver sempre interagindo com o meio socialem que vive com as pessoas de seu convívio, sejam pais, parentes, colegas de escolas ou professores. Mostra como a emoção, mesmo tendo uma teoria mecânica, está ligada à afetividade e, por conseguinte serve de parceria para a construção social do ser humano.
A afetividade e inteligência estão interligadas e ambas perpassam pela emoção, Wallon separa a emoção da espontaneidade dacriança. Quanto ao relacionamento escolar, o professor tem um papel pertinente quanto à afetividade na vida do aluno, tornando a relação amigável e facilitando a forma de conhecimento, desta forma quando ele afirma isso critica a educação tradicional.
No âmbito educacional dá-se grande importância ao afeto entre os indivíduos, pois a partir dele há uma contribuição maior quanto à aprendizagem ea formação do ser. Sempre procurando que haja uma harmonização do corpo, mente e sentimento de cada pessoa.





No artigo, a importância da afetividade na aprendizagem dos alunos³, os autores baseados nos teóricos: Cunha, Saltini, Piaget, Antunes, Cury e Vigotsky, afirmam que a afetividade serve de mediação do processo ensino aprendizagem eque o aluno passa a desenvolver sua autoestima dependo da prática do professor.
Eles evidenciam como se dá a relação entre professor-aluno e isso se torna alvo de estudo, quando se há afeto consequentemente haverá afinidade com amizade e respeito, logo os estudantes serão bem sucedidos na trajetória escolar.
Para Cunha (2008), o docente deve procurar meios para trabalhar coma inteligência do aluno sem desmotivá-lo e manusear os seus conhecimentos, mas ao mesmo tempo essas aulas serão ministradas de forma segura e que tenha compromisso. Segundo Piaget (2005), a afetividade é primordial para o cognitivo do estudante, entretanto quando se torna algo em excesso pode atrapalhar o desenvolvimento.
Não basta o educador ter bastante eficiência em passar osconteúdos, ele deve acompanhar a vida escolar do aprendiz, oferecendo-lhe ajuda sempre o que precisar, para que ele possa se sentir seguro e que perceba que está inserido em um mundo que não é tão distante do seu. Saltini (2008).
Sem afeto é inútil fazer com que o pupilo desenvolva sua capacidade de interação com o meio social, com isso é sempre considerável que o professor use meios deenvolvê-lo, destruindo bloqueios psicológicos, emocionais e promover bem estar. De acordo com Piaget a afetividade é muito importante para o desenvolvimento, também é de extrema importância que o docente respeite os estágios que cada criança certamente deverá passar ao longo de sua infância. Cunha também afirma que o educador além de conhecer os estágios cognitivos deve ministrar seusensinamentos de acordo com a idade e capacidade de cada criança.




O professor deve sempre ser simpático, usar a pedagogia efetiva com os seus alunos, ter um olhar sensível, fazer com que o aluno perceba que o docente está na sala de aula para conduzi-lo ao conhecimento. E é no âmbito educacional que o educando deve se sentir seguro para o seu aprendizado.
Sandra...
tracking img