Psicogenese da pessoa completa de wallon

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1489 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Psicogênese da pessoa completa (epistemologia, inteligência, afetividade e movimento, pensamento sincrético e pensamento categorial)
A psicogênese da pessoa completa walloniana, segundo Isabel Galvão, vê o homem como um ser determinado física e socialmente sujeito tanto às disposições internas, quanto as situações exteriores, ou seja, Wallon propõe o estudo da pessoa completa, tanto em relaçãoa seu caráter cognitivo quanto ao caráter afetivo e motor. Entende que o desenvolvimento está ligado a capacidade de responder com reações cada vez mais específicas a situações cada vez mais variadas. Entende também que a linguagem é indispensável ao progresso do pensamento, pois ela exprime o pensamento ao mesmo tempo em que atua como estruturadora do mesmo. Wallon assume uma postura notadamenteinteracionista, ressalta que o homem é um ser psíquico social, ou seja, precisa tanto do interno quanto do externo para que haja o desenvolvimento, adotando assim como método de sua teoria o materialismo dialético, pois este é um método vulnerável, adaptando-se as mudanças da realidade onde não postula verdades absolutas, mas, sim, revitaliza direções e possibilidades. Mas a autora ressalta quepara entendermos as atitudes das crianças devemos entender o meio onde ela está inserida, tomando a criança como ponto de partida.
Na obra de Wallon a inteligencia tem um significado bem específico, estando diretamente relacionada com duas importantes atividades cognitivas humanas: o raciocínio simbólico e a linguagem. À medida que a criança vai aprendendo a pensar nas coisas fora de sua presença,o raciocínio simbólico e o poder de abstração vão sendo desenvolvidos. Ao mesmo tempo, e relacionadamente, as habilidades linguísticas vão surgindo no indivíduo, potencializando sua capacidade de abstração.
A afetividade por sua vez, seria a primeira forma de interação com o meio ambiente e a motivação primeira do movimento. À medida que o movimento proporciona experiências à criança, ela vairespondendo através de emoções, diferenciando-se, para si mesma, do ambiente. A afetividade é o elemento mediador das relações sociais primordial, portanto, dado que separa a criança do ambiente. As emoções são, também, a base do desenvolvimento do terceiro campo funcional, a inteligencia. Sendo assim podemos entender que, enquanto emoções seriam processos internos, a afetividade seria o estadopsicológico que viabiliza a comunicação das emoções.
O movimento seria um dos primeiros campos funcionais a se desenvolver, e que serviria de base para o desenvolvimento dos demais. Os movimentos, enquanto atividades cognitivas, podem estar em duas categorias: movimentos instrumentais e movimentos expressivos. Os movimentos instrumentais são ações executadas para alcançar um objetivo imediato e, emsi, não diretamente relacionado com outro indivíduo; este seria o caso de ações como andar, pegar objetos, mastigar etc. Já os movimentos expressivos têm uma função comunicativa intrínseca, estando usualmente associados a outros indivíduos ou sendo usados para uma estruturação do pensamento do próprio movimentador. Falar, gesticular, sorrir seriam exemplos de movimentos expressivos. Wallon dáespecial ênfase ao movimento como campo funcional porque acredita que o movimento tem grande importância na atividade de estruturação do pensamento no período anterior à aquisição da linguagem.
O pensamento sincrético se caracteriza pela incapacidade da criança para analisar as qualidades, propriedades, circunstâncias e conjunturas das imagens ou situações. Encontra-se dominado pelo concreto,revelando a sua descontinuidade e fragmentação. Há utilização de pares, que se constituem em um elemento identificável e um outro que o complemente. O par é anterior ao elemento isolado, implicando em pluralidade a fim de manter certa coerência em seu discurso, mesmo que tempo, lugar, causa e efeito sejam confundidos. O pensamento sincrético aparece como uma justaposição de temas ambivalentes, devida...
tracking img