: Psicogênese da linguagem oral e escrita

Módulo Comum II: ESTRATÉGIAS DE ENSINO-APRENDIZAGEM
Profª Antonia Maria Nakayama –
Unidade 1: Psicogênese da Linguagem Oral e Escrita

Objetivos desta Unidade:
1) Compreender a Psicogênese da Língua Escrita e suas implicações na construção do conhecimento humano como estratégia de leitura do mundo;

2) Construir conceitos sobre alfabetização no espaço escolar, confrontando-os no contextohistórico, para entender as mudanças em relação a escrita e leitura, emergentes das abordagens construtivista e sociointeracionistas de ensino-aprendizagem;

3) Identificar e relacionar os fundamentos de ensino e de aprendizagem da língua materna, concebendo a importância da atuação do professor alfabetizador como mediador de conflitos cognitivos e como estimulador do avanço intelectual do aluno,na apropriação da leitura e da escrita;

4) Ampliar a competência do psicopedagogo em relação às questões relacionadas a alfabetização e letramento, propiciando a ele um contexto de discussão teórico-prática que o auxilie no trabalho preventivo e proativo sobre leitura e escrita em ambiente escolar.

INTRODUÇÃO
Querido aluno ou aluna, O presente Módulo Comum II: Estratégias de ensino eaprendizagem, tem como foco o estudo das questões educacionais relacionadas a construção do sistema de escrita pelos educandos.
Nesta unidade vamos conhecer a psicogênese da língua escrita. O foco de nossos estudos estará voltado à alfabetização e ao letramento, além das implicações desses temas no desenvolvimento humano.
O objetivo do estudo é propiciar um contexto para discussão tal que você seaproprie dos conceito citados e seja capaz de atuar junto a aprendizes com dificuldades de aprendizagem relacionadas à aquisição da linguagem oral e escrita.
Faremos um “passeio” através da história da alfabetização, até chegarmos aos nossos dias. Com isso, você poderá perceber como, nos diferentes paradigmas de construção do conhecimento, alfabetizar foi sendo ressignificado e como professorestêm trabalhado com esse conceito junto aos aprendizes. Dividiremos nossa unidade em seis seções. Na primeira, o foco será o significado do ato de ler e na segunda da escrita.
Abordaremos a aprendizagem de língua materna, o papel da linguagem oral e da linguagem escrita no desenvolvimento da criança. Na terceira seção, o foco recairá no ensino da escrita a partir das concepções de escrita e suarelação com a prática docente.
Na quarta seção é a vez da apresentação das hipóteses de escrita e na quinta seção há a reflexão acerca das concepções de leitura e a prática docente, enquanto na sexta seção há a apresentação de práticas de leitura e escrita para neoleitores.
Em cada uma dessas seções, você perceberá um foco no sujeito aprendiz e outro no sujeito professor, pois entendemos que é nainteração entre esses dois sujeitos que a aprendizagem ganha espaço e qualidade, e pode,portanto, acontecer.

1. O QUE SIGNIFICA LER?
Retomando a abertura do Congresso Brasileiro de Leitura, em Campinas, no ano de 1981, Paulo Freire, brilhantemente, nos faz mergulhar em um dos mais importantes aspectos relacionados ao papel da aprendizagem na vida dos educandos: o relacionado à leitura de mundo.Freire o faz, trazendo à tona a questão da leitura, por ser ela a porta de entrada do papel crítico que cada um de nós deveria exercer, quando atuando no mundo. Freire (2009, p.11) afirma que esse processo envolve “uma compreensão crítica do ato de ler, que não se esgota na decodificação pura da palavra escrita ou da linguagem escrita, mas que se antecipa e se alonga na inteligência do mundo”.-------------------------------------------------
Vamos lembrar que:
-------------------------------------------------
Para o autor, a leitura de mundo precede a leitura da palavra, linguagem e realidade estão presas uma à outra de tal forma que não se pode pensar a leitura como desconectada da realidade e do mundo.

Nessa perspectiva, ler um texto significa encontrar e analisar...
tracking img