Pseudomonas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2698 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Agência Nacional de
Vigilância Sanitária

NOTA TÉCNICA No 1/2010
Medidas para identificação,
prevenção e controle de infecções
relacionadas à assistência à saúde por
microrganismos multirresistentes

Unidade de Investigação e Prevenção das
Infecções e dos Eventos Adversos
Gerência Geral de Tecnologia em Serviços de
Saúde

25 de outubro de 2010

Agência Nacional de
Vigilância SanitáriaDiretor-Presidente
Dirceu Raposo de Mello
Diretor
Dirceu Brás Aparecido Barbano
Gerência Geral de Tecnologia em Serviços de Saúde
Heder Murari Borba
Unidade de Investigação e Prevenção das Infecções e dos Eventos Adversos
Janaina Sallas
Equipe técnica:
André Oliveira Rezende de Souza
Cássio Nascimento Marques
Fabiana Cristina de Sousa
Heiko Thereza Santana
Magda Machado de Miranda Costa
Suzie Marie GomesElaboração:
Comissão de Assessoria Técnica em Resistência Microbiana em Serviços de Saúde
(CATREM)
Grupo de Trabalho para Propor ações relativas ao seguimento de surtos de Infecções
Relacionadas à Assistência à Saúde (IRAS)
Coordenação Geral de Laboratórios de Saúde Pública (CGLAB) da Secretaria de
Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério da Saúde
Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS),Organização Mundial de Saúde
(OMS)
Unidade de Investigação e Prevenção das Infecções e dos Eventos Adversos (UIPEA)
Gerência Geral de Tecnologia em Serviços de Saúde (GGTES)
Núcleo de Gestão do Sistema Nacional de Notificação e Investigação em Vigilância
Sanitária (NUVIG)
Unidade de Tecnovigilância (UTVIG)
Gerência Geral de Laboratórios de Saúde Pública (GGLAS)
Gerência Geral de Saneantes (GGSAN)
Centro deInformações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) da Secretaria de
Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério da Saúde
Diretoria Dirceu Brás Aparecido Barbano (DIDBB)

Medidas para identificação, prevenção e controle de infecções
relacionadas à assistência à saúde por microrganismos
multirresistentes
1. INTRODUÇÃO
Embora o controle do fenômeno da resistência microbiana tenha aspectos queenvolvem
ações intersetoriais que não se restringem ao âmbito do sistema de saúde, as medidas de
prevenção aqui elencadas são dirigidas à prevenção e contenção de microrganismos
multirresistentes no âmbito dos Serviços de Saúde.
Microrganismos multirresistentes são microrganismos resistentes a diferentes classes de
antimicrobianos testados em exames microbiológicos. Alguns pesquisadores também
definemmicrorganismos pan-resistentes, como aqueles com resistência comprovada in
vitro a todos os antimicrobianos testados em exame microbiológico.
São considerados, pela comunidade científica internacional, patógenos multirresistentes
causadores de infecções/colonizações relacionadas à assistência em saúde: Enterococcus spp
resistente aos glicopeptídeos, Staphylococcus spp. resistente ou comsensibilidade
intermediária a vancomicina, Pseudomonas aeruginosa, Acinetobacter baumannii, e
Enterobactérias resistentes a carbapenêmicos (ertapenem, meropenem ou imipenem).
Tem ocorrido um aumento dos casos de enterobactérias resistentes aos carbapenêmicos em
vários centros brasileiros. Estas bactérias produzem de uma enzima (carbapenemase) que
inativa todos os antibióticos beta-lactâmicos, incluindo oscarbapenêmicos.
A Klebsiella pneumoniae carbapenemase (KPC) é uma enzima que foi identificada
inicialmente em Klebsiella pneumoniae pela primeira vez em 2001, nos Estados Unidos,
mas pode ser produzida por outras enterobactérias.
Assim sendo, as medidas de controle de microrganismos multirresistentes aqui preconizadas
aplicam-se, não somente, às bactérias portadoras do gene KPC, mas aos demaismicrorganismos multirresistentes.

2. CRITÉRIOS DE DIAGNÓSTICO DE INFECÇÕES RELACIONADAS À
ASSISTÊNCIA À SAÚDE
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) estabeleceu os critérios e os
indicadores nacionais adotados no sistema de monitoramento de infecções relacionadas à
assistência à saúde (IRAS). Os critérios diagnósticos e os indicadores de IRAS estão
disponíveis
no
endereço
eletrônico...
tracking img