Prova

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1028 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SIMULADO DE LINGUA PORTUGUESA – 1º A – 1º BIMESTRE
NOME: Nº

1-Em relação aos usos sociais da internet, o texto critica o seguinte:
a) Compartilhamento de informações.
b) Apropriação de textos de autoria alheia.
c) Divulgação detextos de autoria alheia.
d) Uso de pseudônimos e apelidos na rede.
e) Publicação de texto sem autoria expressa.

2- Cinto de segurança também no banco de trás. Proteja a vida de quem você ama.
Considerando esse texto como parte de uma campanha educativa, pode-se afirmar que a sua função principal é:
a) narrar.
b) descrever.
c) relatar.
d) convencer.
e) proteger.
3- dia nublado
eno peito do sabiá
sol do meio-dia
(RUIZ, Alice in Revista Entrelivros, setembro/05)

Haikai é uma forma de poesia vinda do Japão. Em rigor, compõe-se de dezessete sílabas, distribuídas em três
versos, e não possui título. No haikai de Alice Ruiz acima, duas palavras possuem sentidos contrários. São elas:

a) dia e peito.
d) sol e sabiá.
c) nublado e sol.
d) sabiá e meio-dia.
e) nubladoe meio-dia.
4- No quinto verso do fragmento do poema Gaivota, o eu-lírico expressa seu sentimento usando a palavra “torrão”.
Dependendo do contexto, uma palavra pode possuir significados diferentes.
Neste contexto, o termo ressaltado significa:

És pura beleza
num solidário chão
num céu azulado
em toda natureza
desse meu torrão
tão grande e amado.
Neuza Costa - Gaivota

a) pedra deaçúcar.
b) lugar ignorado.
c) terra natal.
d) pedaço de doce.
e) lugar distante
5- No quinto verso do fragmento do poema Gaivota, o eu-lírico expressa seu sentimento usando a palavra “torrão”.
Dependendo do contexto, uma palavra pode possuir significados diferentes.
Neste contexto, o termo ressaltado significa:

És pura beleza
num solidário chão
num céu azulado
em toda natureza
dessemeu torrão
tão grande e amado.
Neuza Costa - Gaivota

a) pedra de açúcar.
b) lugar ignorado.
c) terra natal.
d) pedaço de doce.
e) lugar distante
O texto acima é o fragmento de um diálogo entre dois personagens inanimados apresentados por um narrador. Essa é uma característica predominante no gênero

a) crônicas
b) fábulas
c) apólogo
d) romance
e) contos
6- Já se criticou com muitarazão a proliferação de chavões e frases-feitas na chamada crônica esportiva. (...)
Mas há que reconhecer o outro lado da questão: o futebol deve muito de sua poesia à linguagem que se foi
criando ao seu redor (...). Pela magia das palavras, num campo gramado em que só há atletas correndo atrás de
uma bola, surgem de repente folhas secas, chapéus, meias-luas, carrinhos, lençóis, pontes,chuveiros, balões,
peixinhos.
SUZUKY, Matinas. Folha de S. Paulo, 17 de outubro de 1996.

O autor do texto demonstra:
a) ser preconceituoso em relação à linguagem usada pelos atletas.
b) ser indiferente aos chavões e frases-feitas pela crônica esportiva.
c) desaprovar o uso de expressões poéticas na crônica esportiva.
d) ter admiração pela linguagem criativa e poética do futebol.
e) sersatírico e incompreensivo em relação à linguagem dos jogadores.

7- Piada de mineiro
Sapassado, era sessetembro, taveu na cuzinha tomando uma pincumel e cuzinhando um kidicarne cumastumate pra fazê macarronada cum galinhassada.
Quascaí de susto quanduvi um barui vinde denduforno parecenum tidiguerra.
A receita mandopô midipipoca denda galinha prassá. O forno isquentô, o mistorô e a galinhispludiu!Nossinhora! Fiquei branco quinein um lidileite. Foi um trem doidimais! Quascaí dendapia!
Fiquei sensabê doncovim, noncotô, proncovô. Ópcevê quilocura!
Grazadeus ninguém semaxucô!

Analisando o texto, verifica-se que o humor advém:
a) da crítica que se faz ao modo de falar do mineiro.
b) da crítica que se faz às variações regionais sofridas pela língua.
c) da ironia e da...
tracking img