Prova do senado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4944 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
doADMINISTRAÇÃO
INFORMAÇÕES GERAIS
1. Você receberá do fiscal o material descrito a seguir: a) uma folha destinada às respostas das questões objetivas; b) este caderno de prova com setenta questões objetivas, a questão discursiva e o tema da redação; c) um caderno de respostas para a questão discursiva e a redação. 2. 3. Verifique se o material está em ordem, se seu nome, número de inscrição,cargo e especialidade são os que aparecem na folha de respostas. Ao receber a folha de respostas, é obrigação do candidato: a) ler atentamente as instruções na folha de respostas; b) assinar a folha de respostas. 4. 5. 6. As questões da prova são identificadas pelo número que se situa acima do seu enunciado. O candidato deverá transcrever as respostas da prova para a folha de respostas, que será oúnico documento válido para a correção da prova. O preenchimento da folha de respostas dar-se-á mediante a utilização de caneta esferográfica de tinta preta ou azul, sendo de inteira responsabilidade do candidato. Em hipótese alguma haverá substituição da folha de respostas por erro do candidato. Esta prova terá a duração improrrogável de 5 (cinco) horas. Reserve os 20 (vinte) minutos finais paramarcar a folha de respostas. O rascunho do caderno não será levado em consideração. O candidato somente poderá levar consigo o caderno de questões nos últimos 60 (sessenta) minutos da prova. Ao terminar a prova, chame o fiscal de sala mais próximo, entregue a folha de respostas e deixe o local de prova.

7. 8. 9. 10.

SENADO FEDERAL – 2008

LÍNGUA PORTUGUESA
Ensaio sobre a transparência60

E partindo de quem, a rigor, defende a saúde como direito social. O grau de complexidade de uma organização de saúde é enorme e só tende a crescer, por conta de fatores como envelhecimento da população, novas tecnologias e o papel da indústria farmacêutica. Quanto mais complexo um sistema, maior o número de conflitos. Imagine um Estado pesado, com natureza licitatória lenta, com rigidez decontratações de pessoal e, portanto, sem vocação para lidar com essas demandas, querendo atuar com um mínimo de qualidade. Aqueles que acreditam na capacidade do Estado de exercer esse papel fogem por completo do conhecimento dos mínimos quesitos de qualidade em saúde, em que o tempo e a agilidade são absolutamente vitais. Imaginar que a saúde pode esperar no dia-a-dia ou que as contratações podemse dar ao luxo de aguardar pela obsolescência quase imediata de produtos fragmentados é o mesmo que premiar a incompetência que limita a capacidade criativa de quem deve a rigor ser monitorado dentro de indicadores de eficiência. O Brasil é um país enorme, com grandes heterogeneidades. Seus habitantes têm necessidades singulares. Aqueles com aptidão a ajudá-los, se não estimulados por cenárioscompetitivos, estarão fadados a não encontrar motivação para o exercício de suas funções. Albert Einstein defendia que, em termos de justiça e verdade, não existiria diferença entre pequenos e grandes problemas: “Para assuntos relativos ao tratamento das pessoas, todos são importantes.” Portanto, trata-se de ver aquilo que é melhor ao cidadão. E, aí, basta a leitura dos indicadores. Essa é averdadeira transparência.
(Claudio Luiz Lottemberg. Folha de São Paulo, 6 de outubro de 2008.)

5

Fala-se muito em transparência hoje no Brasil. No mundo corporativo, no cenário político e até nas relações pessoais pede-se, cobra-se transparência. Mas o fato é que transparência deixou de ser um processo de observação cristalina para assumir um discurso de políticas de averiguação de custosengessadas que pouco ou quase nada retratam as necessidades de populações distintas. E, em nome de um cenário confuso, isso vem ocultando, na saúde, dados positivos das organizações sociais e vem servindo como uma bandeira jurídica que, no mínimo, mereceria um melhor entendimento, pois as leis, em tese, são criadas para aprimorar a dinâmica do entendimento social, e não para alimentar uma indústria que...
tracking img