Prova concurso prefeitura bh

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 40 (9888 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Concurso Público / Edital n. 05/2011

AUDITOR ADMINISTRAÇÃO
Código 301
LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES DESTE CADERNO. Elas fazem parte da sua prova.
Este caderno contém as questões de Conhecimentos Básicos – Prova Objetiva I abrangendo os conteúdos de Língua Portuguesa, Informática, Auditoria e Controle Interno, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Administração Pública,Administração Financeira e Orçamentária, Políticas Públicas e Conhecimentos Específicos – Prova Objetiva II. Ao receber a Folha de Respostas: confira seu nome, número de inscrição e cargo de opção; assine, A TINTA, no espaço próprio indicado. Ao transferir as respostas para a Folha de Respostas: use apenas caneta esferográfica azul ou preta; preencha, sem forçar o papel, toda a área reservada à letracorrespondente à resposta solicitada em cada questão; assinale somente uma alternativa em cada questão. Sua resposta não será computada se houver marcação de mais de uma alternativa, questões não assinaladas ou questões rasuradas. NÃO DEIXE NENHUMA QUESTÃO SEM RESPOSTA. A Folha de Respostas não deve ser dobrada, amassada ou rasurada. CUIDE BEM DELA. ELA É A SUA PROVA. ATENÇÃO – Conforme estabelecido noEdital n. 05/2011, poderá ser eliminado o candidato que [...] portar arma(s) [...]; portar, mesmo que desligados [...] quaisquer equipamentos eletrônicos como relógio digital [...] ou instrumentos de comunicação interna e externa [...] telefone celular, bip, pagers, entre outros […] deixar de entregar a Folha de Respostas da Prova Objetiva, findo o prazo limite para realização das provas. (Item7.26, alíneas “d”,“e” e “j”)

DURAÇÃO MÁXIMA DA PROVA: QUATRO HORAS

ATENÇÃO
Sr.(a) Candidato(a).

Antes de começar a fazer a prova, confira se este caderno contém, ao todo, 80 (oitenta) questões objetivas – cada uma constituída de 4 (quatro) alternativas – assim distribuídas: Conhecimentos Básicos/Prova Objetiva I, com 60 (sessenta) questões: 9 (nove) questões de Língua Portuguesa, 6 (seis)questões de Informática, 20 (vinte) questões de Auditoria e Controle Interno, 5 (cinco) questões de Direito Constitucional, 5 (cinco) questões de Direito Administrativo, 5 (cinco) questões de Administração Pública, 5 (cinco) questões de Administração Financeira e Orçamentária, 5 (cinco) questões de Políticas Públicas; Conhecimentos Específicos/Prova Objetiva II, com 20 (vinte) questões, todasperfeitamente legíveis. Identificando algum problema, informe imediatamente ao aplicador de provas para que ele tome as providências necessárias.

Caso V.Sa. não observe essa recomendação, não lhe caberá qualquer reclamação ou recurso posteriores.

2

301-Administração

Conhecimentos Básicos – Prova Objetiva I
 Língua Portuguesa
INSTRUÇÃO As questões de 1 a 9 relacionam-se com o textoabaixo. Leia atentamente todo o texto antes de responder a elas.

FUKUYAMA E O FIM DA HISTÓRIA
A maioria dos principais desafios políticos do mundo moderno seria mais bem atacada se houvesse resposta inequívoca para a questão fundamental de como fazer de qualquer país uma nação que se organize politicamente sob a égide da democracia liberal e que desfrute altos índices de desenvolvimento humano econviva com os baixos níveis de corrupção. Parte da resposta é quase um consenso. A principal diferença entre nações bem-sucedidas e nações fracassadas pode ser encontrada na qualidade das instituições. Sob esse ponto de vista, se fosse possível implantar, digamos, no Zimbábue o mesmo modelo institucional da Dinamarca, em pouco tempo a devastada nação africana sob a cruel ditadura de Robert Mugabecomeçaria a se transformar no paraíso escandinavo, onde, sob uma estável monarquia constitucional, pouco mais de cinco milhões de pessoas vivem nas melhores condições sociais obtidas pela humanidade em sua história. Será? Quem tenta responder a essa pergunta é o cientista político americano Francis Fukuyama, mundialmente admirado, depois desacreditado e, finalmente, até menosprezado por ter, na...
tracking img