Propiedades coligativas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3072 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

Propriedades Coligativas

As propriedades coligativas são estudadas comparando-se o comportamento da solução em determinadas condições com o comportamento do respectivo solvente puro nas mesmas condições.
São as seguintes:

TONOMETRIA OU TONOSCOPIA:

É o estudo da diminuição da pressão máxima de vapor de um solvente, provocada pela adição de um soluto nãovolátil.
Quando a pressão máxima de vapor se iguala á pressão externa local, o líquido entra em ebulição.
A pressão atmosférica diminui conforme a altitude aumenta, ou seja, quanto maior a altitude, menor a pressão atmosférica.

PRESSÃO MÁXIMA DE VAPOR:

A pressão de vapor de um solvente na solução é sempre menor que a do respectivo solvente puro.
Obs: Quanto maior for o número departículas (n° de mol) do soluto não volátil na solução, maior será o abaixamento absoluto da pressão máxima de vapor.

EBULIOSCOPIA OU EBULIOMETRIA:

É o estudo da elevação do ponto de ebulição do solvente em uma solução.
Soluções preparadas pela adição de solutos não voláteis a um solvente apresentam um ponto de ebulição (PE) maior que a do solvente puro.
O aumento do PE pode serjustificado pela diminuição da pressão máxima de vapor que é devida à presença do soluto.
Para que ocorra a ebulição da solução, é necessário que ela seja aquecida até que sua pressão de vapor se iguale á pressão atmosférica.

CRIOSCOPIA OU CRIOMETRIA:

É o estuda da diminuição do ponto de congelamento de um solvente em uma solução.
Soluções preparadas pela adição de solutosnão voláteis a um solvente apresentam um ponto de solidificação (congelamento) menor que a do solvente puro.
A adição de um soluto não volátil provoca um abaixamento do ponto de congelamento. Esse abaixamento pode ser explicado pelo fato das partículas do soluto dificultarem a cristalização do solvente.

4- OSMOCOPIA OU OSMOMETRIA OU OSMOSE:

Difusão é o movimento espontâneo daspartículas de uma substância de se espalharem uniformemente em meio a partículas de outra substância ou, então, de atravessarem uma parede porosa.

DIFUSÃO ENTRE SOLUÇÕES:

Membranas semi-permeáveis

Possuem ação seletiva (deixam passar certo tipo de substância e outras não).
Exemplo: membrana celular, papel celofane, usado em aparelhos de hemodiálise, etc.
A passagem do solventeatravés de membranas semipermeáveis é denominada osmose e ocorre no seguinte sentido:
Solução ou solução menos concentrada → solução mais concentrada.
Para impedir a osmose, teremos que exercer uma pressão sobre o sistema no sentido inverso ao da osmose.
A pressão que é preciso exercer sobre um sistema para impedir que a osmose ocorra espontaneamente é denominada de pressãoosmótica (π).

π.V = n.R.T ou π = M.R.T Onde M = molaridade

As soluções podem ser classificadas quanto ás suas pressões osmóticas:

Meio hipertônico: πA > πB
Meio hipotônico: πA < πB
Isotônica πA = πB

Dependendo da natureza do soluto, a fórmula acima deve ser acrescida de um fator de correção, que chamaremos de “ i”.
π.V = n.R.Ti ou π = M.R.Ti

Fator de correção devan’t Hoff (i)

i = 1 + α . (q-1)

α = grau de dissociação ou ionização.
q = número total de íons liberados na ionização ou na dissociação de um composto.

PARTÍCULAS DISSOLVIDAS:

Os solutos não voláteis podem ser de 2 tipos: moleculares ou iônicos.
Solutos moleculares (não-eletrólito): A maioria desses solutos origina soluções moleculares (q=1).
As soluções moleculares nãosofrem dissociação e nem ionização (exceto ácidos) e são compostos que fazem ligações covalentes (F O N Cl Br...).
Exemplo: soluto glicose (C6H12O6)
1 mol de glicose(s) → 1 mol de glicose (aq)

Solutos iônicos (eletrólito): Originam soluções iônicas.
Os solutos iônicos sofrem ionização em presença de água, que promove a separação dos íons presentes no soluto.
Exemplo:
K3PO4 → 3K+ +...
tracking img